Google Penaliza sua Página do Google Chrome

Google Penaliza sua Página do Google Chrome

Olá leitores da Agência Mestre,

Mal começamos o ano e já temos o primeiro grande hit do ano: o Google penalizou sua página do Google Chrome. Já não é a primeira vez que o Google penaliza uma de suas páginas, e novamente o “bafafá” gerado com o problema é bem maior do que o caso em si, mas vamos entender ao longo deste artigo o que houve e como foi conduzida toda a história.

A Descoberta do “Problema”

Tudo começou com um artigo do famoso profissional de SEO, Aaron Wall, do SEO Book, o qual ilustrou uma campanha realizada por uma série de blogueiros, os quais faziam artigos promovendo o browser do Google, o Google Chrome.

Na maior parte dos casos, os artigos referenciados não continham links apontando para a página do Google Chrome, mas como vocês podem ver acima, um dos artigos possui este link, sem o uso do atributo “rel=nofollow“, exigido pelo Google em casos onde você adquire um link em troca de dinheiro.

“O Problema” Fica Maior

O negócio ficou feio mesmo quando o editor chefe do Search Engine Land, Danny Sullivan, fez um artigo mais embasado com as informações ilustradas inicialmente pelo Aaron Wall. Com mais detalhes, o Danny Sullivan, conseguiu mostrar alguns casos dos artigos patrocinados (incluindo o postado acima), os quais mostram artigos não relacionados ao produto Google Chrome, um browser, mas sempre com um conteúdo falando sobre o Google.

O curioso de todos os artigos é que todos possuem um conteúdo de baixíssima qualidade e um vídeo, que tecnicamente deveria ser algo realmente mostrando o serviço do Google Chrome, algo que mal acontecia.

Ainda no artigo, o próprio Danny conseguiu mais detalhes sobre como foi realizado todo este trabalho de “promoção” do browser do Google. A ideia inicial era promover apenas o vídeo do browser, algo incumbido a agência Essence Digital, que possui operações em NY e em Londres. Esta empresa utilizou a rede Unruly, para promover o vídeo entre blogueiros, os quais deveriam fazer um review sobre o vídeo e assim ganhariam um valor em troca da postagem.

Segundo a empresa Unruly e a agência Essence Digital, o trabalho de marketing não foi focado em ganhar links e muito menos exigindo que os posts patrocinados incluíssem tal característica. De qualquer forma, um dos participantes, a primeira imagem do artigo, acabou referenciando em forma de link a página do navegador.

A Punição

A história correu a comunidade de SEO mundial e em seguida caiu no conhecimento do time de webspam do Google. Diante da situação e, investingando melhor, a equipe acabou optando por penalizar a página do Google Chrome por compra de links, diminuindo o seu posicionamento em várias palavras-chave e diminuindo o PageRank da página do Google Chrome.

O interessante aqui fica na declaração do responsável pelo time de webspam do Google, Matt Cutts, no qual ele diz que a ação foi tomada por conta de 1 único link encontrado em toda a campanha, o qual passava link juice (PageRank). Por ter este link, a página do Chrome estava infringindo as diretrizes que são estipuladas aos webmasters, e assim, a penalização manual foi aplicada.

Outra curiosidade do discurso do Matt é que o time do Chrome só poderá fazer o pedido de reconsideração 60 dias após o dia de hoje, mesmo removendo o link que eles ganharam pela campanha.

Exagerado ou não?

A grande discussão da comunidade de SEO e alguns amantes de tecnologia é se realmente a ação foi muito forte perante ao que foi feito. Eu defendo ambas as vertentes: tanto acho que foi certo, como acho que foi exagerado.

É correto penalizar sempre que um website aproveitar-se de dinheiro para influenciar em um link que cause transferência de link juice (PageRank). Não sou engenheiro do Google para dizer se no algoritmo eles consideram um “nível de influência” daquele link, onde, por exemplo, se a soma de todos os links comprados influenciar mais do que X% do posicionamento da página em uma quantidade Y de palavras-chave, ele deve ser penalizado. Resumindo, se aquele link fizer realmente a diferença para a página rankear, o website deve receber a penalização.

Apoiado na conclusão anterior, acho que a punição à página do Chrome foi exagerada pois o que é 1 link no meio dos milhares de links recebidos pela página do Chrome ao longo dos últimos meses. É algo que sequer irá influenciar em seu posicionamento para as palavras que realmente eles desejam aparecer.

Ainda que muitos inclinem-se a concordar com a segunda visão, eu diria que a ação do time do webspam foi perfeita neste caso. Não existe margem para aceitação quando falamos de grandes marcas. Elas devem sempre servir de exemplo, mostrar que este tipo de estratégias não devem ser utilizadas para influenciar os usuários artificialmente, criando uma relação 100% de confiança com o usuário. Existem tantas formas do Chrome promover-se ao invés de fazer posts patrocinados com vídeos, certo? Aqui não importa a quantidade de links que foram adquiridos, se o Google sabia ou não, se a agência que “rodou” a campanha pediu ou não. Tem um link criado artificialmente em troca de dinheiro? Sim. Então deve ser penalizado. E ponto final.

E você, o que acha?


Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

27 Comentários para “Google Penaliza sua Página do Google Chrome”

  1. Raul Vargas

    Sinceramente, acho que foi algo “premeditado”, para gerar Buzz para o Chrome (o que já está acontecendo muito), e também uma forma de demonstrar mais poder à nós simples mortais e dizer: “Viu? Fizemos isso com o nosso site, nosso serviço realmente funciona!” Acredito que foi exagerada a decisão, mas como uma gota de exemplo vale mais do que um oceano de palavras, foi dado o recado.

    Abs e mais uma vez, parabéns pela matéria!

    Raul

    Responder
    • Lucia

      Gostei de sua opnião, porque foge ao convencional. Nos faz olhar ( e refletir) na direção inversa do que parece lógico.

      Responder
  2. Lucas Santos

    Eu concordo com você Fábio, embora eu concorde com a punição e também ache um pouco exagerado. Uma questão é inegável, o time de webspam do Google agiu perfeitamente sem fazer nenhum tipo de “vista grossa” na situação, punindo o próprio Google. Como você disse, deixando o exemplo que até mesmo as grandes marcas, assim como as pequenas estão sujeitas a punições, caso infrinjam as diretrizes propostas pelo Google. Atitude exemplar, demonstrando que o Google cumpre o que diz, zelar pela qualidade das páginas para uma melhor experiência para o usuário.
    Excelente artigo Fábio, um abraço.

    Responder
    • Fabiano de Mattos

      Oh!!! Eles compraram 1 link!!! Vamos penaliza-los agora mesmo! Sério… Vocês devem estar brincando que caíram nessa… Puro buzz… Penalizam agora daqui a um par de semanas está tudo bem… Quanto vcs acham que o Chrome perdeu nessa? O Google faz o que quiser com a web e ninguém pode dizer nada!!!! Quem manipula resultado é ele!!!

      Ficamos aqui brincando de alquimistas SEO enquanto ele manipula as regras para ganhar mais dinheiro! E ai ele resolve dar o exemplo! Todos agora vão morrer de medo da punição e comprar links, nem pensar… só link patrocinados que a cada dia ficam mais caros e se embrenham em meio aos resultados orgânicos disfarçados de Google Places, Google Products e Google SabeLáOQue…

      Tô de s. cheio do Google!!! Todo link é comprado, trocado ou oferecido em troca de algo… Compramos links com dinheiro, com outro link, com concursos “culturais” e até com um bom conteúdo que complementa o site de alguém que na verdade quer oferecer a seus usuários a um complemento honesto ao disponível em seu próprio site.

      Nofollow é uma enorme bobagem!!! todos os links em mídias sociais são nofollow porém sob o meu ponto de vista são os mais sinceros e os que mais valem como “voto” (que é a base do raciocínio google para indicação honesta de conteúdo) são links com base em compartilhamento de pessos que não são webmaster, na sua maioria não possuem sites a promover e simplesmente gostaram mesmo do conteúdo.

      E agora Google? O que vc vai fazer com o nofollow? nunca funcionou, a algum tempo atrás usávamos nofollow para conduzir o juice interno e distribuir PR. Não adinta Google, link vai sempre ser troca de interesses. Quando não haviam redes sociais ou a extrema facilidade de criar sites só quem podia linkar ou ser linkado eram webmasters que com todo direito queriam promover seus próprios sites. Facebook, Twitter e semelhantes são as únicas fontes reais de links honestos mas são nofollow.

      Google…. #tafazendoerrado

      Responder
  3. Luis Mosko

    Se ele não tomassem uma atitude dessas eles iriam cair em descredito. E outra o Google não vai quebrar se perder algumas posições do Chrome. Na verdade o fato vai gerar mais Buzz ainda pro Google e o pro Chrome.

    Responder
  4. Flávio Araújo

    Depois que li fiquei pensando: Será que o Google não fez isso de propósito, só para mostrar uma imagem de imparcialidade e colocar um medinho na galera que usa este tipo de estratégia? Sei não heim … rs

    Responder
  5. Leandro Oriente

    Li um post em grupo de SEO ontem, em que o autor tem uma posição muito bacana sobre o assunto.
    Resumidamente é isso:

    – Cedo ou tarde algum concorrente iria notar essa prática ruim do Google. Isso iria gerar um tumulto só, já que o próprio Google não respeita suas regras. Eles preferiram assumir o erro e manter a imagem de buscador perfeito e imparcial.

    Se formos parar pra pensar, qual o objetivo da página do Google Chrome? Fazer com que o usuário baixe o navegador correto? Tentem pesquisar por Google Chrome ou Browser. Ele vai aparecer indiretamente e o usuário vai fazer o download do navegador.

    No final das contas eles vão continuar convertendo e ainda ficaram com fama de justos e eficientes.

    Responder
  6. Frank Marcel

    O mais curioso deste caso é a subjetividade que ele adquiriu. Seja escolhendo o sim ou o não, é possível encontrar argumentos para defender ambos pontos, o que só serve para dimensionar a dificuldade que existe em definir uma penalização.

    Vemos repetidas vezes casos de “como esse site faz isso e não é penalizado?” – o caso do Chrome é um exemplo do quanto é subjetiva a aplicação de uma penalização manual. A resposta do Matt Cutts mostra o quanto ela não deve ser.

    Ainda a título de contestação, em um dos artigos tratando do assunto, o autor levantou o ponto de que o link em si foi editorial. O autor colocou porque quis, não porque foi pago para colocar o link. Fato simples de observar, já que foi o único post (encontrado) com link e texto âncora.

    Enfim, é um assunto que rende horas de debate.

    Responder
  7. SiD Menezes

    Estranho é uma agencia de publicidade “precisar” comprar blogs para divulgar o GOOGLE

    Mais no meu ponto de vista, a regra tem que servir para todos os sites e todas as empresas.
    Compra de links é errado e passível de punição, e todos sabemos disso.

    Responder
  8. Leandropug

    Olha, fico feliz e surpreso com o recado que o Google deu, mostra o quão confiante eles são na própria marca, nos produtos e principalmente mostra que seguem a risca suas diretrizes e que não irão abrir exceções para empresas de grande porte.

    Acho uma mensagem interessante, pois é muito mais prazeroso trabalhar numa área aonde a regra realmente se aplica para todos, pois permite a criação de estrategias fluírem mais facilmente.

    Grande matéria!

    Responder
  9. Natanael Oliveira

    Concordo com a penalização, apesar de considerar a punição por conta de apenas um link ao meu ver, ter sido um pouco exagerada. Mas, eles precisam dar este exemplo. De qualquer forma, vou um pouco além.

    Propositalmente ou não, esse caso pode não gerar muitos links para o Google Crhome, mas, se paramos para pensar um pouco, a quantidade de artigos como esse falando sobre esse caso, pessoas discutindo o assunto, gerou um Buzz melhor que muito post patrocinado, e hoje grande parte comunidade SEO está falando sobre o navegador, punido ou não ele está em evidência mais do que nunca.

    Responder
  10. David

    Acho que foi exagerado e parece mais que foi pensado para aparecer e passar uma imagem de imparcialidade.

    Se não for, isso daí é uma disfuncionalidade da burocracia. Pensem bem: qual o objetivo do Google? Fornecer resultados relevantes para seus usuários. O uso do Pagerank e de penalizar sites que tentam manipular ele, é uma dos meios de tentar garantir resultados relevantes. Nesse caso, se o usuário busca por google chrome e não aparece o site principal, aonde está o resultado relevante? A página do Google Chrome sai perdendo porque perde o visitante, o Google sai perdendo porque não fornece o que o usuário busca, e o usuário porque não encontra o que busca.

    Os fins justificam os meios.

    Responder
  11. Pablo Ribeiro

    Acho que o Google agiu corretamente, e mostrou que a regra vale para todos, e para o pessoal ficar esperto para não ter o mesmo problema.

    Ótimo artigo.

    Responder
  12. Marco Damaceno

    Acredito que isso é puro marketing em cima do Chrome. Como disse no texto, o que é 1 link em meio aos milhares que o site recebe? A punição foi sim exagerada, mas serve de alerta para outros sites que pensam que a Google não está vendo o que fazem de errado.

    Responder
  13. Marcel Mouta

    A punição foi exagerada, mas por se tratar de um produto do google, considero uma forma de ganhar credibilidade com usuários. Se “nossos” produtos são penalizados, imaginem o de vocês?

    Tudo ocorreu devido aos comentários iniciados pelo Aaron Wall e, em seguida, com o Danny, caso contrário, não acredito que aconteceria essa punição.

    Quanto ao buzz, vocês acham isso favorável para o Chrome?
    Eu não acho, não trocaria de navegador em um caso negativo.

    Abraços,
    Marcel Mouta

    Responder
  14. Paulo Roberto

    Eu acho que isso é apenas uma jogada de marketing para dar mais credibilidade aos produtos da Google, e passar uma mensagem de alerta aos webmasters, para que andem na linha e cumpram as diretrizes da empresa!

    Responder
  15. Gustavo Freitas

    Fábio,
    se fosse em outra situação, com outra empresa, acharia exagerada. Mas sendo com um de seus produtos, achei certa a atitude da empresa, assim ela mostra a todos que esse tipo de prática, se descoberta (e nós blogueiros estamos ai pra descobrir e denunciar, como foi nesse caso), será punida com seriedade e profissionalismo.
    Acredito que o recado foi dado da maneira e na medida certa!
    Abraço.

    Responder
  16. Super Nathan

    Desculpem, mas não entendi. O site do Google Chrome foi punido por que tinha um link em outro site apontando pra ele?

    Ele foi punido por que era um link pago? E se não fosse pago? E como o Google faz pra saber o que é pago e o que não é. Nesse caso tudo bem, ele sabiam. Mas se alguém pede pra eu fazer um publi no meu blog e me paga, como o Google vai saber que me pagaram? E se eu fiz por que gosto da empresa? Fiquei confuso com essas questões, se alguém puder me esclarecer agradeço :D

    Responder
    • Fabiano de Mattos

      Ele não sabe… analisa padrões em seus links e níveis de credibilidade de quem links para vc, tira conclusões com o algorítimo e se necessário envia seu site para a equipe fazer uma analise manual… bem… isso é o que ele diz…. Claro, você pode ser denunciado por comprar ou vender links… assim como vc pode comprar uma porrada de links para seu concorrente e denuncia-lo logo em seguida… Falho não… Manipulável… Com o que? Com dinheiro!!!!

      Responder
  17. Michael Alberto

    Vamos a minha humilde opinião. Tudo nesse mundo, que nos seres humanos fazemos é por conta de dinheiro. Tudo e todos giram em torno de dinheiro. Entao vamos lá….

    Ja vimos no mundo “internetico”, que alguma ações de marketing que visão o publico do youtube, são bem “exageradas”….no caso estou falando daqueles videos “nao autorizados” da coca-cola, pepsi e outros…. Quem mostram pessoas tatuando a marca, ou subindo em cima da latinha do concorrente pra comprar a lata da outra…enfim. (produção da propria empresa que sempre nega que foi feito por eles)

    No caso do Google Chrome…..”SOMOS DONOS DE TUDO”…entao compramos alguns links, “alguem percebe” ….dai a gente penaliza…o pessoal fica de mimimi na internet….varios entendidos de SEO/websites e grande portais começam a falar sobre o assunto…ai começa os artigos falando sobre a penalização, ai o Chrome começa a ganhar vários links “indiretos” por conta desse alarde. Pronto! estratégia de Marketing completa, vamos promover todo mundo!

    A compra de links, que seria algo em torno ai…vamos colocar…sei la…de…huumm… 200 links, agora virou algo monstruoso! Agora daqui 60 dias todos os links comprados serão removidos e os gerados indiretamente vao ter um peso “monstruoso”.

    Parabens pessoal do Google Chrome, isso sim é uma boa estratégia de linkbait!, bjos! ;)

    Responder
  18. Demetrio

    O Google é hilário, faz assim, tira todos os resultados que contenham links pagos e deixa apenas os sites dos “filhos de padre”

    Responder
  19. Aurelio

    Se eu tivesse nascido ontem, pela inocência da minha juventude até acreditaria nesta imparcialidade do google. Como também acreditaria que todos os homens tem seus direitos garantidos pela constituição e bla bla bla. Como tenho idade para ser pai de quem comentou neste artigo, gostaria de perguntar:
    Em que mundo vocês vivem?
    Acreditam ainda em papai noel?
    Desculpe a sinceridade mas minha juventude era menos alieanda.
    Em 68 qualquer jovem de 15 anos saberia a diferença entre acaso e manobras políticas.

    Grande manobra do google
    Fabiano de Mattos parabéns pela lucidez. Um entre poucos

    Responder
    • Fabiano de Mattos

      Obrigado Aurelio,

      Creio que muitos aqui já estão cansados desse joguinho de mistérios com mudanças de algorítimo, peso disso e daquilo, punições estilo caça as bruxas e todas as lendas SEO.

      O fato é que somos reféns do Google, que nasceu com todo esse papo de imparcialidade pelos melhores resultados e pouco a pouco poê as garras de fora e torna-se o maior manipulador e centralizador da web…

      A navegação deixou de ter um fluxo contínuo e virou ping pong de “vai no google” -> “vai no site” -> “volta ao google” -> “Vai a outro site” -> “volta ao google”…….

      Quase ninguém mais navega de um site ao outro sem uma pesquisa antes, assim se contabilizarmos o google tem quase 1 page view para cada entrada de um site bem posicionado em seus resultados, como boa parte dos sites com tráfego considerável obtém esse tráfego a partir do buscador então tá ai a formula do monopólio da web…

      Responder
  20. Marcelo Rodrigues

    Me pergunto se, caso o Google não penalizasse a si mesmo (o Chrome), o “buzz” em questão, seria o mesmo? Obviamente que seria. Por um simples motivo: é o Google.

    Qualquer atitude, negativa ou positiva, nesse caso, geraria esse ruído todo mesmo, não tem jeito. Mas parece que o pessoal gosta dessas teorias conspiratórias para justificar uma suposta promoção do Google. Bullshit.

    Marketing a parte, o ponto central é: fez errado? Corrigiu, beleza! Foi exagerado? Foi, mas não deixa de ser correto assim mesmo.

    Esse é o ponto. O resto é barulho!

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>