Entrevista da Vanessa Fox para o UOL

Olá leitores da Agência Mestre,

Foi divulgado hoje, no site do UOL Host, a entrevista que a Vanessa Fox, ex-Googler e fundadora da Nine By Blue, discutindo tópicos sobre SEO, Google e perguntas gerais sobre a área de Search.

A entrevista abordou as seguintes perguntas:

  • SEO no mercado brasileiro atual;
  • Utilização de subdomínios x dominação dos resultados de busca;
  • Indexação de AJAX pelo Google;
  • Mídias sociais (Social Media) e sua relação com o mercado de buscas;
  • Evolução das buscas em tempo real;
  • Evolução e expectativas do buscador Bing nos cenários americano e internacional;
  • Criação da Central de Webmasters do Google;
  • Futuro do mercado de busca com a evolução da tecnologia;
  • Livro “Marketing in the Age of Google”.

Livro – Marketing in the Age of Google

Segundo a Vanessa, o livro estará disponível para venda a partir do dia 03/05 e, no início, apenas nas línguas Inglês e Chinês. No site da Amazon você encontra a pré-venda do livro, que basicamente falará de estratégias de Search para o mercado.

SEO no mercado brasileiro atual

Na pergunta relacionada ao mercado, achei interessante a colocação do Miguel Dorneles sobre o mercado brasileiro estar atrasado 3 anos em relação ao americano.

Na minha visão, depois de freqüentar bons eventos de Search nos EUA, notei que o problema é outro. Não é o mercado de SEO que está atrasado, mas sim o pensamento do brasileiro quanto ao uso da tecnologia Internet. As pessoas estão iniciando no assunto, as empresas estão começando a notar oportunidades e a demanda pela criação de sites está crescendo.

Em termos de conhecimento em SEO, o nosso mercado é muito bom, temos diversos especialistas mesmo, mas também temos a parcela que está iniciando. Pensando em quantidade de profissionais, claro, o nosso mercado de SEO é bem menor, mas proporcionalmente vejo que não estamos com um gap de conhecimento tão grande.

Gostaria de propor para vocês uma discussão, para isto, basta votar na enquete abaixo ou utilizar a nossa área de comentário.


Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

5 Comentários para “Entrevista da Vanessa Fox para o UOL”

  1. Cassiano Travareli

    Na minha opinião eu acredito que o gap exista pelo fato de muitas empresas (digamos a imensa maioria) ainda não ter aberto os olhos para o potencial que o SEO pode oferecer para seu mercado e a inclusão dos Estados Unidos na Internet ter sido antes do Brasil, e ainda a facilidade de acesso a internet ser maior lá do que aqui. A discussão é expandida a fatores sociais, humanos, culturais e por ae vai.

    Acho que no no Brasil temos muitos profissionais qualificados em SEO, e vejo o mercado crescendo cada dia mais, e essa luta é interessante para poder ajudar a acordar todo mundo sobre a real importancia dessa área.

    Ás vezes é difícil exigir avanços em um país onde dependemos somente de uma fonte falha de entrega como os correrios, e ainda pagamos impostos altíssimos para cair dinheiro na mão de políticos corruptos…

    mas o Brasil tem evoluido, e essa área de SEO possui tendencias de crescimento que realmente são animadores para o futuro!

    Grande Abraço Ricottinha!

    Responder
  2. Vinicius Marino

    Tenho em mente que a maior barreira hoje no Brasil seja “convencer” os empresários de que SEO, SEM e até mesmo o uso de Social Media beneficia o crescimento deles.

    Grande parte acha que isso é um gasto sem necessidade, e isso acaba nos proporcionando poucas opções de trabalho na área. Eles não enxergam como investimento ainda, infelizmente.

    Temos hoje muitas empresas que valorizam sim, mas ainda são um número pequeno. Mesmo assim fico feliz em saber que o Brasil já evoluiu bem no ramo, pois é a área que estou aderindo e pretendo crescer. Inclusive fazendo o próximo curso da Agência Mestre em SP :D

    Abraços!

    Responder
  3. Vinicius Viana

    Claro que o SEO no Brasil tem evoluído e aprendido constantemente. Mas creio que uma das grandes barreiras seria a aceitação e uso de SEO nas empresas.

    Muitas empresas ainda pensam em seu site como somente um cartão de visitas e nada mais.

    Responder
  4. Rogério Madureira

    A pergunta do Miguel Dorneles é risível de tão burra. Como é que um entrevistador entrega o ouro pro bandido, já dizendo assim de cara que o mercado brasileiro é mais atrasado que o americano? Além de induzir a resposta, o que esse cabeça-de-siri quer saber de verdade? Vanessa Fox é a mulher mais importante do mundo (SEO)! Eu tenho 13 milhões de perguntas para fazer pra ela, nenhuma relacionada ao atraso do mercado brasileiro em relação ao americano!!!

    O maior erro dos profissionais de internet (os de SEO inclusos) no Brasil é não usar seus conhecimentos para desenvolver um negócio próprio (na Web). Se você acredita que dá certo, porque não criar você mesmo algo legal e lucrar com isso?

    Todo mundo sabe que o empresário brasileiro é mesquinho, tacanha, míope e medroso. Que tem a cabeça de qualquer empresário de um mercado marginal. (Estivesse ele no centro do furacão, onde as coisas realmente acontecem, queria ver se ele sobreviveria um ano agindo dessa forma. Aconselho a leitura de “Armas, Germes e Aço”, de Jared Diamond, um livro indispensável para se entender como é que o mundo acabou sendo o que é).

    Finalizando, a participação da Vanessa Fox é ótima. Mas, é preciso muito miolo para pilotar aquele avião. E aquele almofadinha (esbanjando seu inglês caipira) não consegue nem pilotar um fogão, que dirá uma entrevista inteligente com um mulherão daquele.

    Responder
  5. Erison

    Concordo que no no Brasil temos muitos profissionais qualificados em SEO, e o mercado está crescendo, gosto de acreditar que somente as empresas que hoje acreditam e se interessam pelo SEO e SEM são importantes e são as que fazem a diferença no mercado para as pessoas, elas existem e estão ali para construir um conhecimento relevante, logo as outras que só querem ganhar dinheiro, a maioria não valoriza a informação e satisfação das pessoas, o que assim nunca serão importantes, nem reconhecidas.

    O google é o melhor exemplo, onde seu objetivo é sempre fazer o melhor para os usuários, organizar as informacoes do mundo todo e torna-las acessiveis, e reparem o tanto que ele faz isso cada vez melhor.

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>