Dicas De SEO com Matt Cutts – Parte IV

Olá. Hoje termino a série de posts desta entrevista de Matt Cutts para Stephan Spencer. No post de hoje, um pouco de yahoo e links.

Links Pagos

O Google realmente se preocupa e se empenha em não permitir a negociação de links em favor de um melhor posicionamento nas SERPs. Matt Cutts disse que nos últimos meses eles tem se concentrado bastante no aspecto de venda de links mais do que no de compra de links. Ainda não é impossível a compra e venda de links aconteça e que isso venha a prejudicar outras pessoas, mas o google está se empenhando para não deixar isso acontecer.

Yahoo!

O yahoo! introduzu a <div class=”robots-nocontent”> como um modo de isolar partes de uma página, alterando o modo como o crawler lê a página, o fluxo de PageRank e como a página é indexada.

Matt comenta que a adesão desta div por parte dos webmasters foi muito baixa, embora a idéia seja interessante. Mais uma vez, o google não se interessou em ser o pioneiro de uma mudança e decidiu não investir na div criada pelo yahoo!.

Links por Página e Indexação

Muita gente tem dúvidas quanto ao número de links permitidos em uma página. A verdade é que não existe um limite e nem punição por excesso de links. O que acontece é que com links demais em uma página, seu PageRank fica tão diluído entre todos os links que praticamente perde o efeito. Mas não existe um limite. Matt Cutts sugere que cada webmaster teste a quantidade que dê melhor resultado.

Nas guidelines do google está recomendado que se tenha até 100 links por página para evitar o excesso de links e a perda de valor do PageRank. É como uma boa prática de seo, e não uma regra.

Ainda, o crawler do google navega nos primeiros 100 kilobytes de uma página, links depois desta faixa estariam perdidos.

Uma curiosidade: atualmente, o google pretende chegar aos 500 kilobytes por página.

Fim

E assim termina a série de posts com dicas de seo direto de um dos nomes mais fortes do google, Matt Cutts. Não deixem de comentar! =)

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

6 Comentários para “Dicas De SEO com Matt Cutts – Parte IV”

  1. Erick Formaggio

    Olá Frank!

    Ter informações do Matt Cutts é sempre bom, principalmente qndo ele desvenda e diz a real sobre alguns mitos que o pessoal ainda insiste em acreditar: como meta tag kw, entre outros…

    Mas é isso, grande abraço!

    Responder
  2. Frank Marcel

    Olá Erick!

    Realmente, quando a fonte de informações vem de dentro do google, fica bem mais interessante, contudo, como o Paulo Rodrigo do MarketingDeBusca sempre diz, não dá pra acreditar 100% em tudo.

    Mas é isso aí! Obrigado pelo comentário.
    Abraço.

    Responder
  3. Leandro Feijó

    Olá. Como não vi nenhum post relacionado ao assunto, resolvi perguntar neste mesmo… Gostaria de saber se a submissão de um artigo a um diretório de artigos em um outro país é mal vista pelo Google. Lembrando que este possível artigo conteria uma referência (link) para um site do Brasil e que aqui não há sites renomados que fazem este tipo de atividade.

    Obrigado.

    Responder
  4. Frank Marcel

    E ae Leandro!

    Olha, eu nunca ouvi algo a respeito disso. Acredito que não seja mal vista pelo google uma submissão assim. Como o Matt Cutts disse, um é um link. A questão maior talvez seria se daria um bom retorno uma submissão em diretório fora do brasil. Mas eu dúvido muito que possa ser “mal visto” pelo google.

    Volte sempre!
    Abraço.

    Responder
  5. Adriele

    Olá pessoal, nao sou muito entendida nesse assunto, por isso comecei a pesquisar. Gostei dessa sequência de posts, nao me arrependi de ter começado a ler, realmente valeu a pena!!

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>