Compra de Links – Resultados Temporários?

Compra de Links

Olá leitores da Agência Mestre,

Como vocês puderam acompanhar, algumas empresas foram punidas nos últimos dias por conta da prática de compra de links, a qual influenciava nos resultados do Google. JC Penney, Forbes e mais recentemente a Overstock.com foram os grandes casos revelados por infringir as diretrizes do gigante das buscas, o Google.

Apesar de vermos os grandes caindo, ainda vemos diversos websites “pequenos” praticarem da mesma tática, tentando burlar os algoritmos do Google para conseguir melhores rankings não pensando nas consequencias que isso pode ter para os seus negócios. Diante desse assunto polêmico, resolvi selecionar uma bela pergunta do meu Formspring:

Comprei um link em um site PR 4 este link ficará lá por 1 mês, em 3 dias já obtive 3 posições acima de onde eu estava. Quando a publicidade expirar e ele retirar o link pago, eu perderei posição de onde estava eu perco o juice ou permanece? Abs

Como vocês puderam ver, a pergunta gira no assunto de compra de links, mas como esta compra afetaria os rankings de forma temporal. Vamos “esmiuçar” o caso, tentando cobrir todos os aspectos.

Objetivo da Compra de Links

É fato que a web é ingrata com os websites / webmasters. Todos sabemos o quão difícil é conseguir um link e, pior que isso é conseguir um link com o texto âncora que irá lhe favorecer.

Sabendo que o atual algoritmo do Google dá importância a um link com o texto âncora exato, os webmasters tentam de todas as formas utilizar-se de estratégias de link building para conseguir sucesso. O problema começa quando vemos na área de SEO e pelos clientes, um imediatismo por resultados, coisa que você normalmente não consegue facilmente com técnicas white hat.

Diante do cenário citado acima, muitos webmasters apelam para o dinheiro, e como este capital pode influenciar diversos outros webmasters, isso é aproveitado para barganhar links.

O que diz o Google?

A posição do Google é bem clara e relatada em suas diretrizes para webmasters:

Não participe de esquemas em que os links são usados para aumentar a classificação do seu site ou que utilizem o PageRank. Evite, principalmente, links para autores de spam ou para “más vizinhanças” na web, já que esses tipos de link podem prejudicar a classificação do seu site.

Qualquer forma de tentativa de manipular os rankings do Google utilizando links está infringindo as suas diretrizes. O fato de infringir as diretrizes deixa o seu website vulnerável a qualquer punição que o Google desejar aplicar.

Resultados com Compra de Links

Voltando a dúvida colocada no meu Formspring, onde um anônimo comenta que conseguiu rankings através da compra de links, eu digo mais, pode funcionar muito se feito “corretamente”.

É fato que o Google tenta detectar estes links através de algoritmos sofisticados, mas convenhamos, quem conseguiria apontar algum link comprado dentro de uma página de conteúdo. Qual a propriedade você tem em dizer que um ou alguns links publicados por diversos autores são links pagos? Não dá. Me desculpem a honestidade, mas não dá.

Reflita sobre a seguinte estratégia: você possui 10 páginas que focam 10 palavras-chave. Você compra 20 links para cada uma, sendo que dos 20 comprados, apenas 5 são com o texto âncora exato, 5 são variações do texto âncora exato e os outros 10 giram ao redor do título do artigo, “clique aqui” ou “leia mais”. Qual algoritmo detectaria se estes links vierem de fontes confiáveis? De websites renomados no mercado? Não dá, novamente digo, com a tecnologia que possuímos, não dá.

Os resultados são temporários dizem uns. Os resultados não existem dizem outros. Para mim os resultados existem a partir do momento que você consegue colocar a sua idéia em prática. Reflita no seguinte: meus rankings sobem se eu ganhar X links de Y domínios diferentes?

Tudo em compra de links se resume a quanto você é inteligente e qual o tamanho da sua conta bancária. Você tem a estratégia e o dinheiro, é possível. Se você tem apenas o dinheiro, você irá cair no caso das empresas citadas lá no início do nosso artigo.

Ética e Conclusões

É importante entender que este artigo não foi feito com o objetivo de “vender” a idéia de compra de links ou dizer que apóio esta estratégia. Meu ponto é que esta é uma estratégia de alto risco, onde o Google está cada vez mais aprimorando os seus algoritmos e ainda existem os concorrentes que podem te denunciar. É algo arriscado e, em muitos casos, pode violar a ética que muitos profissionais possuem.

Eu, particularmente, prefiro e endosso o trabalho de link building fora da compra de links. Gosto de correr o menor risco possível. Deixo essa como a minha recomendação para o assunto: o risco não vale a pena.

Créditos da imagem para velo_city.

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

18 Comentários para “Compra de Links – Resultados Temporários?”

  1. Guga Alves

    Gostei da franqueza do artigo, muito bem escrito.
    Depois de tantas punições nas últimas semanas o Google tem mostrado de vez que realmente não compensa usar de estratégias do lado negro da força.

    Responder
  2. Junior Assis

    Boa Ricotta! Lendo o artigo que por sinal e muito bom me lembrei do mestrecast onde voce deu uma dica valiosa, ao invés de comprar links ou troca-los porque nao fazer conteúdo em outros sites com qualidade e ter seu link no meio!? Com certeza e bem melhor mesmo! Abcs

    Responder
  3. Domicio Neto - SEO

    Parabéns pelo post Ricotta. Pra mim foi um dos melhores que você já escreveu.

    Muito seguro na sua posição em relação ao tema de compra de links. Parecia que você estava falando pessoalmente enquanto lia.

    “Não dá. Me desculpem a honestidade, mas não dá.” muito boa essa frase!

    Grande abraço,
    Domicio Neto

    Responder
  4. Vinicius Castro

    Excelente.

    É muito interessante ver abordagens da situação real e não do que seria o mundo perfeito.

    Se você é do tipo que da uma passada nos comentários para ver se vale a pena ler o artigo recomendo voltar para o início e ler com atenção ;)

    Abraços

    Responder
  5. paulo beneton

    Fábio Ricotta, muito bom o seu artigo. Comprar links é muito complicado. Também compartilho do mesmo pensamento do Junior Assis, melhor um guest post com seu link do que um simples link na sidebar, footer e etc.
    No Desafio Agência Mestre, foi assim. Foquei no link building com guest post. Assim a chance é muito maior, e acredito que o link é mais valioso.
    Abraços. !

    Responder
  6. Mauricio Biasotto

    Olá Fábio.

    A compra de link para o seu site pode ser perigosa, mas como você disse ajuda a subir em alguns momentos.

    E se a empresa usar de má fé. Em vez compra de links para o site dela, compra para o concorrente que tá a cima. Exemplo igual ao caso do desafio que vocês fizeram aonde estavam linkando a palavra viagra para o site que estava no topo.

    Como foi digo, para o período do desafio não teve muita relevância, mas e para um site que vai ficar com esses links por muito mais tempo.

    Mas a grande pergunta é: se caso alguem faz isso contra você e seu site é punido, como conseguir limpar isso, caso o ‘espertinho’ criou sites onde apenas ele tem acesso, como você vai limpar os links?

    Mas uma pergunta, será que o Google, pelo rastreamento ele não ve que você acessa mais o seu site e vê você acessando os sites que estão apontado para você o Google então concluir que aqueles links por você acessar os sites que estão linkando, você tem o conhecimento deles e pode ter comprado?

    Abraço.

    Responder
  7. Anderson Ricardo

    É isso que eu penso, Mauricio Biasotto.
    Se um concorrente teu começar a abusar de compra de links e etc. só para o Google te punir?
    E aí? Como fica?
    Deveriam pensar nisso…

    Responder
  8. Ze

    Aproveitando a deixa do Mauricio, então em vez de comprar links pra mim compro 10.000 por $10 e forneço a url do meu concorrente, dai com certeza ele será pego por estar fazendo link farm, se ele pedir reconsideração e o google aceitar??… faço novamente kkkk, Ainda, como os spamers profissionais de linkbuild espalham os links em milhares de sites diferentes fica quase impossivel limpá-los, se for isso mesmo é um grande equivoco por parte do Google, acho que na verdade links “duvidosos” simplesmente são desconsiderados. Desta forma as empresas que compram links são afetadas porque a maior parte dos links que elas possuem são artificiais, quando o algoritimo os desconsidera ela perde a maior parte das indicações e cai vertiginosamente no resultado das buscas. E mais, se os links apenas forem desconsiderados, um site que esteja no topo da lista por possuir muitos links verdadeiros e de boa qualidade não seria afetado pelo cancelamento de links falsos atribuidos a ele, certo? ou será que estou errado?

    Responder
  9. Emanuel

    Só não entendi uma coisa: qual a diferença entre um link comprado e um banner publicitário contendo o link? Ele também conterá o link e contabilizará no Google, ou não?

    Responder
  10. Cristiano Siqueira

    Estava lendo lá fora recentemente que o texto âncora vai ser reduzido também como link – de tanto excesso que tem me parece nas discussões não vai ter o mesmo peso que fazer um link long tail ou sinônimo e tem umas estratégias de quanto se deve fazer de link – e link recíproco também é ruim mesmo que seja troca de posts?

    E aos afiliados que tem uma rede extensa de blogueiros, como o Google vai fazer contra isto sabendo-se que o Adwords gera quase toda sua renda? Pelo que parece os Ad Servers estão crescendo muito, e é uma forma porque não de troca de links? Concordam ou posso melhorar minhas perguntas?

    Responder
  11. Fabricio

    Hoje mesmo estava diante de uma proposta de comprar 50 links de qualidade por mês por 15 dólares por mês , é algo muito tentador mas acho melhor um crescimento natural baseado no conteúdo, não adianta nada ter 1 milhão de visitantes que não ficam nem 10 segundos em sua página .

    Responder
  12. Flavio

    Eu já fiz duas compras de links esse mês para um dos meus sites. Nunca tinha comprado… Se o Google penalizar… Vou comprar muuuuuitos para meus concorrentes…Vamos aguardar os resultados

    Responder
    • Renatoxavier

      Então Flávio , eu nunca comprei links por medo da penalidade, mais sempre pensei como vc, bom se eu comprar e for penalizado compro um monte para os meus concorrentes..kkk
      Mais ai eu penso, imagine se pro concorrente nao da em nada, além de gasta grana ainda faz com que p site dele fique no topo..hshshs… ai resolvi deixar pra la..

      Responder
  13. FERNANDO

    Muito bom artigo eu quase caí nesse erro de comprar backlinks para ter mais posição no google
    mas de um tempo pra cá me informei mais e cheguei a essa conclusão eu estava realmente errado
    obrigado por nos da esse alerta.

    Responder
  14. Fabiano

    Como experiência própria uma das melhores maneiras que achei para subir de posições nos motores de buscas foi à publicação de artigos em sites com o PR alto.
    Ex: domínios
    .edu – gov – org – net

    Dentro de 30 dias sai da 55° paginas do Google para a 4° isso com a palavra chave Guia online e diversas paginas do meu site esta em 1° lugar no Google.
    Estou continuando com meu trabalho e dentro de mais 30 dias estarei na primeira pagina do Google.
    Se alguém quiser mim acompanha para ver se realmente funciona é só acompanhar meu site pelo Google.
    Um abraço a todos seguidores do Mestre Seo

    Responder
  15. Jailton

    a realidade é bastante dolorosa as vezes: se não fizermos isso não subiremos no google, e não conseguiremos boas conversões. tem que aderir hehehehe

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>