Calls to Action – CTAs que Melhoram a Conversão

Melhorar o posicionamento nas buscas orgânicas – e, conseqüentemente, a visibilidade do site – está entre as metas principais de qualquer trabalho de SEO.

Entretanto, levar o usuário até suas páginas não deve ser a única finalidade de seus esforços. É interessante acompanhar o que o usuário faz em suas páginas, quais os caminhos utilizados por ele e, não menos importante, as conversões que suas suas páginas estão gerando.

O que são Conversões?

A primeira coisa que se deve ter em mente é que todo site tem uma finalidade e que existem vários tipos, que vão das vendas até a coleta de informações sobre o público-alvo.

Embora a compra/venda seja o exemplo mais óbvio de conversão, a finalidade de um site pode estar relacionada com cadastros e coleta de informações do usuário, como por exemplo: feeds, cadastro no site, assinatura, cadastro do usuário para saber mais sobre sua relação com a marca. Além de outras, como download de arquivos e assinatura de serviços.

E é exatamente aí que a conversão aparece. Elas acontecem justamente quando os usuários realizam as ações que equivalem ao objetivo do site. Por exemplo, em um site de compras, as conversões acontecem quando os usuários efetuam compras. Em site onde a finalidade é o cadastro do usuário, a conversão acontece quando o usuário realiza seu cadastro. Quando é o download de um arquivo, a conversão acontece quando o download é efetuado, e assim por diante.

Como Melhorar as Conversões?

Uma das maneiras de melhorar as taxas de conversão é através de Calls to Action. Os CTAs podem ser botões ou mesmo links em texto que incitam o usuário a realizar ações – e são muito úteis quando falamos em conversões.

Embora os CTAs seja essenciais para a conversão de uma página, é necessário tomar alguns cuidados na hora de implementá-los.

Dicas para Montar Calls to Action Que Convertem

1 – Defina o Objetivo de Cada Página

Mais do que definir o objetivo do site é interessante definir o objetivo de cada página em particular e analisar como um Call to Action pode ajudar – ou atrapalhar – a página a cumprir essa meta.

Por exemplo, é mais do que esperado que uma página que tem a intenção de vender um determinado produto contenha um botão de compra.

Entretanto, se essa página tem a finalidade de manter o foco do usuário nela – como, por exemplo, em páginas de artigos – é mais interessante investir em conteúdo atrativo para a própria página do que chamar a atenção do usuário para outras seções do site.

Outro ponto a ser observado nessa parte é a quantidade de calls to action a ser utilizada. Uma grande quantidade pode fazer com que o usuário fique indeciso sobre qual caminho seguir, e acabar optando por decidir depois ou não decidir e ir embora. Essa dica vale tanto para a página inicial quanto para as demais páginas do site.

2 – Use Frases de Ação

Como a intenção dos CTAs é incitar o usuário a executar uma determinada ação, nada mais natural que eles sejam escritos no imperativo. Abaixo, seguem alguns exemplos de calls to action na voz ativa em comparação com outras opções:

exemplos call to action

Como é possível reparar, os calls to action escritos em linguagem imperativa, além de serem mais descritivos, acabam chamando mais a atenção do usuário.

Embora o famoso “clique aqui” obedeça a essa dica, ele não é uma boa opção de texto a ser utilizado.

3 – Onde Está o Call To Action?

Páginas muito abarrotadas com elementos que chamam a atenção do usuário podem ser um problema. O ideal é que o usuário possa identificar cada item na página sem esforços.

Por exemplo, vamos utilizar um trecho da página inicial da Amazon:

trecho da home da amazon

Nesse trecho é possível reparar que os elementos que mais chamam a atenção não estão competindo entre si, pois existe um espaço em branco entre eles.

3 – Aproveite Feriados e Datas Comemorativas

Aproveite as datas especiais, feriados nacionais e locais da sua região de interesse para promover seu conteúdo – e faça com que seus calls to action fiquem em conformidade com a sua intenção.

Lançou uma promoção de natal? Agregou uma nova sessão no seu blog para cobrir um evento? Montou novas páginas de serviço para o ano novo? Faça com que seus usuários saibam disso através de seus CTAs. Vamos usar como exemplo um trecho da página inicial do site 1800 flowers:

trecho da home da 1800 flowers

Afim de aproveitar o tráfego de natal, os CTAs foram alterados focando os produtos e promoção feitos para a época.

Além de utilizar seu site para promover seu conteúdo de maneira inteligente, outra vantagem de alterar os CTAs conforme os feriados e promoções é que seu site ganha um aspecto novo sem precisar de grandes alterações.

4 – Faça Testes

Embora seja o último item, ele é um dos mais importantes. Como são diversos os fatores que podem influenciar a taxa de cliques de um call to action e, de certa forma, a taxa de conversão do site, é importante testar cada nova idéia.

Alterações de cor, frases utilizadas, espaçamento e disposição dos elementos e até o tamanho e sua localização na página – todas essas modificações merecem ser testadas e seus resultados verificados e comparados.

De uma maneira geral, uma ótima maneira de melhorar as conversões do site é analisar e melhorar a usabilidade. Páginas fáceis de entender, com os elementos bem dispostos de forma a distribuir a atenção do usuário da maneira certa, são aquelas que passam melhor a sua intenção. A conversão, nesse caso, vai depender da sintonia entre a intenção do usuário e da página.

E você, já utilizou calls to action para melhorar as conversões do seu site? Obteve bons resultados? Deixe um comentário e nos conte como foi a experiência.

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>