Arquitetura do Site e SEO

Ola amigos do Agência Mestre.

Hoje vou mostrar um exemplo de arquitetura de sites otimizados. Como fazer isso? Simples: Faça uma arquitetura “achatada”, e não “profunda”. Imagine seu site como uma árvore, onde a index é a raiz e o conteúdo procurado são as frutas. Se a árvore for muito alta, você acaba desistindo da fruta. Agora, se a fruta for de fácil acesso, é natural que você volte sempre para pegar frutas lá.

E o quico* com o SEO? Note que a profundidade do conteúdo vai ser avaliado pelo crawler. Se ele tiver que passar por vários links até chegar à um determinado conteúdo, obviamente o conteúdo terá menor relevância. Claro que isso é quase impossível com sites grandes. Para eles, faça um sitemap organizadinho que ajuda bastante, uma vez que o mesmo tornar-se-á um caminho prático para qualquer página.

Veja a seguinte figura, que mostra a arquitetura de muitos sites:

Arquitetura de Site Antiga

A partir do que eu disse, pode-se inferir que a categorização de páginas prejudica o SEO? Se não tiver breadcrumbs nem acessibilidade, SIM, pois você estará dificultado a navegação do bot.

Abaixo, um exemplo de como seu site pode ser modelado:

Arquitetura de Site Otimizada

Espero que tenham extraído algo de bom. Obrigado por lerem. Comentem. Abraço pra quem fica!

* Dica de SEO: Notar que o link está com rel=”nofollow”, assim evitando que o bot siga para uma página não coesa com esta, além de evitar “vazamento” de pagerank e desvalorização dos outros links, que mostrarei em outros posts.

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

11 Comentários para “Arquitetura do Site e SEO”

  1. Felipe Hummel

    “…crawler. Se ele tiver que passar por vários links até chegar à um determinado conteúdo, obviamente o conteúdo terá menor relevância.”

    Terá menor relevância nos resultados de uma consulta?
    Creio que quanto mais profundo o nó da árvore, mais difícil de o crawler chegar lá, já que há outros caminhos pra ele seguir. Um Sitemap provavelmente ajuda nesta questão.

    Em relação a arquitetura, acho que deve-se tomar cuidado pra não achatar demais. Senão vira um site com a página inicial apontando pra um monte de lugar, ficando difícil pro usuário saber pra onde ir.

    Bom artigo! Abraço!

    Responder
  2. Heron Inouye

    Obrigado pelos elogios, Alexandre. Espero poder continuar contribuindo.

    Felipe, obrigado por comentar. Na questão de profundidade, temos dois fatores:
    – Se o crawler achar algo parecido num nível anterior, ele terá preferência, deixando as páginas de niveis mais profundos “de lado”.
    -Quanto mais profundo o nível do site, mais ele demorará para ser indexado e atualizado, e com isso, terá menos relevâcia.
    O sitemap é uma solução interessante. Mas ele não serve, por exemplo, para produtos de um site de vendas. Imagine um mercado livre com cada produto no site map? Rs

    E concordo com sua posição sobre o achamento. Por isso, eu cito que é quase impossível com sites grandes. Com sites pequeninos, isso é bem útil.

    Obrigado por comentarem

    Responder
  3. Claudia

    Parabéns pelo conteúdo. Realmente de grande relevância para os projetos de SEO.

    Responder
    • Andrea

      Execelente!!
      Essa informação é muito útil. Vou aplicar essa estrutura em meus futuros websites, e aproveitar para reajustar os que foram feitos.
      Obrigada!!

      Responder
  4. romulo

    gostei muito das suas dicas…
    tenho 1 dúvida:
    em que local da página de abertura do site deve-se colocar 1 banner para chamar a atenção para cuidados com o meio-ambiente?
    obrigado

    Responder
  5. Felipe Correia

    Valeu mesmo muito bom gostei de verdade.
    vocês estão fazendo um otimo trabalho para agente que esta começando isso é muito importante.

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>