A Polêmica do Link Building – Troca de Links: Pode Ou Não Pode?

Olá leitores do blog da Mestre!

Hoje temos um vídeo novo no ar falando sobre o link building. Muitas pessoas nos perguntam sobre essa técnica bem polêmica tanto quando entram em contato com a empresa quanto durante os cursos, então, resolvemos falar sobre o assunto e explicar o que é, como pode e como não pode ser feito. Confira!

Afinal… O que é link building?

Antes de tudo é válido saber que o Google tem um conjunto de diretrizes de qualidade, e é necessário estar dentro delas. Uma das diretrizes diz que não é correto participar de esquemas de link, e a maior parte das estratégias de link building se encaixam nessa diretriz.

O link building, em sua essência, é uma técnica de troca de links onde, por exemplo, algum site cita seu negócio e coloca o link de sua página ou da página de seu serviço. Acontece que muitas pessoas pagam por esses links, visando assim terem mais autoridade. Porém, essa prática fere as diretrizes do Google, fazendo com que ele penalize os sites que usam a técnica.

Então, por que apesar desse problema as pessoas ainda procuram por link building?

Essa sempre foi uma prática muito grande desde 2008 em todo mundo, onde quanto mais links você recebia, mais autoridade tinha, só que isso foi anos atrás e o Google aperfeiçoou seu algoritmo com o passar do tempo. Nos dias de hoje, não basta apenas quantidade de links. É necessário que eles tenham qualidade e contexto, ou seja, vindo de sites bons e com boa relevância e que tenham assuntos relacionados com o seu.

O problema é que muitas pessoas ainda vêem o link building como um esquema de links aceitável e continuam praticando-o em suas empresas achando que o Google não irá perceber. Em um primeiro momento a técnica até pode dar certo e você pode ter um bom desempenho, mas você irá receber uma autoridade inflada, e quando o Google descobrir (e ele vai descobrir) o esquema de links irá penalizar o seu site. Com isso, você irá gastar muito tempo e dinheiro tentando resolver a situação, porém, não será certo se o seu site voltará a ter uma boa posição no Google. Dessa maneira, melhor não arriscar, pois será a sua marca, o seu negócio em jogo!

Como fazer link building da maneira correta?

Como falamos lá em cima, Link Building deve ser um trabalho de links que você faz junto ao seu site para que as pessoas referenciem você de forma natural. Para isso, é necessário que você tenha um material de boa qualidade para que o público tenha vontade de falar sobre você e recomende o seu trabalho. Você precisa dar algo que as pessoas irão gostar, como:

  • Um artigo de qualidade
  • Um produto com preço acessível
  • Uma página de desconto
  • Um ebook
  • Vídeos

Ou seja, é necessário que você ofereça um material ou serviço de qualidade, fazendo assim com que as pessoas te recomendem de forma natural, e não paga. Esse tipo de estratégia é sim difícil e precisará de tempo e de um trabalho bem feito, porém, ela se torna à prova de penalização do Google. Esse é o trabalho que recomendamos e que fazemos aqui na Agência Mestre!

Então lembre-se, ao invés de colocar a sua empresa em risco com esquemas de compra de links, prefira optar por uma empresa séria que irá fazer um trabalho que não causará penalizações ao seu site e ainda trará bons resultados para você. E para isso você pode contar com a gente. Peça um orçamento com nossa área comercial!

 

 

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

3 Comentários para “A Polêmica do Link Building – Troca de Links: Pode Ou Não Pode?”

  1. Rafael Coelho

    Ola! Os compartilhamentos de links no facebook em páginas ou perfis pessoais contam para o link building?

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>