Aplicativos na Timeline do Facebook

Novidade no Facebook: Actions na timeline

Olá, amigos!

Desde que a grande conferência F8 aconteceu, no ano passado, o mundo estava preparado para receber novidades impactantes envolvendo a estrutura do Facebook.

Primeiro foi a nova Timeline, depois a inserção do Ticker no topo direito da página (acima do chat), mostrando rapidamente as atividade dos amigos naquele momento na rede social. A terceira alteração viria com o tempo, envolvendo um dos pontos-chave que diferenciam o trabalho no Facebook: o Open Graph.

Pois, finalmente, nesta última quinta-feira (19), o Facebook reuniu a turma para anunciar o “Actions”, a terceira – e talvez mais impactante – novidade recente. Com ele, é possível criar aplicativos que funcionarão diretamente na timeline dos perfis.

A grande diferença, além de atingir um perfil e não uma fan page, está na maneira com que cada aplicação age: a cada clique executado via aplicativo, uma mensagem é postada na página e o ticker replica a atividade em forma de uma ação.

Curiosamente, já dei de cara com a funcionalidade logo na manhã da quinta-feira:

Ação de amiga ouvindo uma música

Junto com a exibição da atividade, o Facebook já oferece um botão para ouvir a música

A novidade é extremamente favorável aos usuários e também às empresas que estão conectadas por lá. Aliás, parece que todo mundo sai ganhando, pois a galera que programa, cria, monta, desenvolve essas aplicações também será muito beneficiada ($$!). A corrida por criações vai aumentar, tornando o Facebook cada vez mais personalizável para o usuário.

Até o momento, temos cerca de 80 aplicativos para Timeline disponível para acesso. Entre eles, alguns conhecidos com o Spotify, para ouvir músicas, o BranchOut, que já falamos aqui e que oferece conexão entre perfis no intuito de arrumar oportunidades de trabalho, e outros como Netflix, Soundcloud, Yahoo! News, Rockmelt, Causes e Pinterest.

Como instalar

Para ter acesso aos aplicativos que já estão ativos para os perfis, basta acessar a página das Apps para Timeline. Ali, você terá a possibilidade de segmentar por categorias qual tipo de aplicativo deseja instalar.

Vamos fazer juntos o caminho para instalar uma delas:

Home do Apps para Timeline

Fiz uma busca rápida, entrei em alguns aplicativos para decidir qual vou usar e, por fim, optei por instalar a aplicação do jornal americano Washington Post (pra justificar a profissão e dar uma moral aos amigos jornalistas).

O passo seguinte é o tradicional já feito pelo Facebook. Você ficará diante de uma tela para autorizar a publicação de mensagens em seu perfil. Diferente da tela antiga, você terá um botão para Instalar o app. Além disso, poderá também filtrar o nível de exibição destas novas atualizações que virão:

Tela de instalação da nova app

Sou jogado, após aceitar a instalação do aplicativo, para a home da criação do Washington Post. Chamado por eles de Social Reader, é ali que vou navegar por algum tempo, me informando sobre o que está acontecendo e sendo divulgado pelo jornal.

A interface do Social Reader do WP é exatamente a mesma de um aplicativo comum criado externamente no Facebook via Apps.

Social Reader do Washington Post

Acompanhando algumas manchetes, decidi me informar (como bom amante de esportes) sobre o que aconteceu com o norte-americano Andy Roddick, experiente tenista que abandonou o Australian Open por conta de uma lesão.

Neste ponto fiquei um pouco confuso. Onde vou clicar para mostrar que “estou lendo” a matéria, conforme a função do aplicativo? A página tem alguns botões de like e, no final da notícia, outros botões para curtir, recomendar e uma área de comentários.

Mas para minha surpresa (e com a ajuda do Fábio Ricotta) a simples ação de entrar em uma notícia e rolar todo texto até o final credenciou como ação de ter lido a matéria. Tanto que, ao menos nesse app do WPost, existe um botão na área de comentários para que eu desmarque o texto caso não o tenha lido (o famoso Mark as Unread).

O print abaixo é do Facebook do Fábio, que credencia que a ação deu mesmo certo:

Matéria destacada no ticker do amigo

Um pulo no meu perfil e também pude ver que lá uma menção foi feita na caixa “atividade recente”, a mesma que registra que fiz novas amizades, por exemplo.

Um novo rumo?

Com o Actions, o Facebook introduz uma nova maneira de iniciar a conversa entre usuário e marca. A “verbalização” das atividades dá um tom mais personalizado aos movimentos de cada perfil.

Trabalhado em cima da Open Graph e dos Apps, é possível montar as ações dos usuários com verbos. Como no exemplo deste texto, posso “ler” uma notícia no Facebook. Com aplicativos como o Foodily, posso olhar uma receita e meu Facebook dirá que estou “cozinhando” tal prato… Se usar um app de fitness, como o RunKeeper, ele vai dizer que “corri” tantos km numa atividade.

Tudo isso só pode funcionar, claro, se o usuário ter ativado a nova Timeline. O “novo perfil” está ativo para todos deste o final do ano passado e, se você ainda não tem, saiba no link como mudar.

Como comentei no início do texto, os developers de apps estão com uma grande oportunidade pela frente. Sabemos que o Facebook já assume o posto de primeira rede social do brasileiro e, com esse boom, empresas estão cada vez mais interessadas em explorar o que é possível fazer em termos de marketing.

Só uma ressalva: ainda não é possível criar livremente este tipo de aplicativo, mas especula-se que, em breve, o Facebook vai liberar a entrada de desenvolvedores para acessar, criar e publicar Apps para Timeline.

Para mais detalhes da nova funcionalidade, acesse o anúncio oficial do Facebook.

Um abraço e até a próxima!

Receba Dicas Para Ter Sucesso nas Redes Sociais

Cadastre seu e-mail para receber dicas incríveis para potencializar seus resultados!
Divulgue este artigo

3 Comentários para “Aplicativos na Timeline do Facebook”

  1. SiD Menezes

    Cada um joga com o que tem para atrair ou conquistar usuários, o Google Plus com a busca e o Facebook agora com a possibilidade de você ler notícias através destes app.

    Pra mim a tendencia dessas redes sociais é sempre lançar novidades para correr na frente do concorrente, se você desenvolvedor, está ciente de todas elas (Ou pelo menos da maioria) também vai estar correndo na frente de seus concorrentes

    Responder
  2. Israel Degasperi

    Muito bom seu artigo Ique. O facebook é incrivel mesmo, sempre buscando coisas novas. Para as marcas será animal explorar essas novas ações e esse novos verbos em seus aplicativos. #curti :-)

    Responder
  3. alvix

    Muito bom Ique! Como uso o SoundCloud vou ver sobre essa integração com o Facebook, já que eles lançaram uma atualização para seus widgets nos últimos dias. Obrigado!

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>