Aplicativos Externos Reduzem Interação no Facebook

Interações podem cair com aplicativos externos

Olá, amigos da Agência Mestre!

Conforme aumenta (ainda mais) sua popularidade, o Facebook também é envolvido em diversos estudos e pesquisas que buscam entender o comportamento dos usuários e marcas que lá estão. Outras práticas muito comuns vistas recentemente são infográficos, PDFs e slides que analisam variadas situações.

Recentemente, dois estudos me chamaram a atenção. Quem acompanha nossa coluna aqui no site sabe que já falei algumas vezes sobre o EdgeRank, engajamento e toda essa interação que uma empresa ou um determinado usuário precisa manter com os demais membros da rede social – isto se o objetivo for realizar ações de branding, marketing e afins.

O site-referência AllFacebook foi incisivo em seu título antes de apresentar os dados: “O maior erro que você pode cometer em relação a postar no Facebook”.

Não se trata basicamente de divulgar um conteúdo ruim, não responder ao usuário ou coisas do tipo. O fator principal deste e do segundo estudo, realizado pela equipe da ferramenta EdgeRank Checker, envolve atualizar sua fan page ou perfil usando aplicativos externos (normalmente batizados de Third Party API). Entre eles, podemos citar o Tweetdeck, HootSuite, Publisher e outros.

Não atualize o Facebook externamente!

Não pode, Ique Muniz!

Estes “publicadores próprios” foram analisados de perto pela Momentus Media, autora do estudo referenciado pelo AllFacebook. Durante um mês, todos os dias, a empresa deixou atualizações em mais de 20 mil fan pages que registravam uma quantidade acima de 10 mil fãs.

Isto resultou em mais de seis milhões de postagens. Desenvolveu-se, então, a chamada taxa de interação, calculada através da soma dos likes e comentários, dividida pela quantidade de fãs da página em questão.

O resultado foi montado no gráfico abaixo:

Taxa de interação entre os aplicativos

Média da taxa de interação entre as fontes mais populares

Outro ponto interessante da análise foi qual o sistema mais usado pelas pessoas que postam nas fan pages analisadas. Durante o período de avaliação a Momentus Media também observou de onde estavam vindo (ou como estavam sendo feitas) as atualizações:

Fonte das postagens: qual a preferida?

Número de postagens por fonte de update

Facebook: o anti-Third Party API

Os gráficos acima comprovam que o uso de apps, ferramentas, programas e afins têm menos impacto que uma atualização direta no Mural do Facebook (prática que, no outro gráfico, é apontada como a mais utilizada pelos usuários na hora de escrever em uma fan page).

Este trabalho da Momentus Media nos leva até o outro estudo, criado pelos membros da EdgeRank Checker.

Para eles, esses aplicativos que conseguem postar no Facebook são punidos pela rede social e não ganham a devida quantidade de interação e engajamento como acontece com uma atualização direta no Mural. Em outras palavras, o EdgeRank de posts feitos externamente é mais baixo.

O estudo da ferramenta é ainda mais desanimador. Segundo ela, usar estes aplicativos third party derruba a qualidade das postagens. Este conteúdo é tratado de forma automatizada ou agendada, além de ser considerado “não-otimizável” para o Facebook propriamente.

Outro ponto negativo é que o Facebook agrupa atualizações de determinados aplicativos, inclusive estes usados para atualizar a rede social:

Agrupamento de posts prejudica o Edgerank

Este “agrupamento” impede que usuários vejam determinadas atualizações e, consequentemente, derruba os níveis de EdgeRank e interação.

Vale ressaltar um pensamento que faz todo sentido: geralmente estes apps têm uma forma única de postar em diversas redes sociais (tomemos como base o Tweetdeck) e, além de atrapalhar na maneira de passar a mensagem no Facebook por conta do limite de caracteres imposto pelo Twitter, o aplicativo também impede maiores níveis de interação por não transformar URLs em links de maneira automática, por exemplo.

O que fazer, então?

Não é preciso abrir guerra contra os third parties. Todos nós sabemos como é uma “mão na roda” utilizar aplicativos como estes citados no artigo (e muitos outros que existem por aí) na hora de unificar uma postagem nas redes sociais.

Entenda que existe sempre um risco de você não receber a devida atenção dos seus amigos ou fãs no Facebook por conta do uso desenfreado de um app externo. Também tenha em mente que sua publicação pode vir escondida por conta do agrupamento que a rede social faz de certas postagens.

A dica é simples: moderação. Perceba em que situações você poderá usar os aplicativos, pensando, principalmente, no tipo de conteúdo que você vai publicar com eles. Na maioria dos casos, apele sempre para o Mural direto do Facebook para ter a certeza que será mais visto.

Um abraço a todos!

Receba Dicas Para Ter Sucesso nas Redes Sociais

Cadastre seu e-mail para receber dicas incríveis para potencializar seus resultados!
Divulgue este artigo

6 Comentários para “Aplicativos Externos Reduzem Interação no Facebook”

  1. Thiago Sanches

    Olá,

    Já tinha sacado isso de forma intuitiva. Claro que com todo esse embasamento teórico ficou muito mais claro. Parabéns pelo artigo!

    Responder
  2. Daniel

    Ótimo artigo! Além de tudo, usar agendamento de posts a exemplo de cumprimentos a pessoas, como algumas empresas fazem ao dar Bom dia/tarde/noite via hotsuite para quem entende algo de redes sociais soa muito mecânico.

    Responder
  3. Fernanda

    Ok, mas qual opção para o agendamento? Ou seria melhor não agendar? E quanto aos posts em horários “alternativos”, que dependendo do segmento da empresa são os que mais possuem interações?

    Responder
  4. Gaby Rossa

    Olá Pessoal!

    Escrevo pois gostaria tirar uma dúvida: em breve, segundo o Facebook, o aplicativo discussões será excluído, contudo gerencio páginas na ferramenta no qual utilizo bastante esse recurso. Por isso gostaria de saber se existe algum aplicativo semelhante a este para que eu pudesse substituir? Ou ainda se o facebook irá excluir inclusive o aplicativo que já estão colocados nas páginas?

    Grata pela atenção, aguardo um retorno!

    Responder
  5. Felipe Martins Greiner

    Não sabia disso. Mais um ótimo post do Agência Mestre. Particularmente, no Facebook, sou contra vinculação com a conta do Twitter, por exemplo. Se são redes sociais diferentes, não há motivo para postar as mesmas mensagem (sem qualquer modificação). Por exemplo, se sou seguidor de uma empresa “x” no Twitter, por que motivo curtirei a Fan Page se o conteúdo vinculado é o mesmo?

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>