O que é o Plus One (+1) do Google?

Olá leitores da Agência Mestre,

O Google anunciou ontem, dia 30/03, uma nova feature para as SERPs, o chamado Plus One, ou mais conhecido como +1. Entenda tudo o que aconteceu assistindo este live stream e na hashtag #mestrelive:


Plus One – Como Fica o SEO com o novo +1?

Naturalmente, bastou ser lançado e surgiram as dúvidas:

  • O que é o Plus One?
  • Qual o impacto desse +1 para buscas?
  • Devo mudar estratégias de SEO?
  • O que muda para SEO?

A principio, o Plus One é bem similar ao botão Like do Facebook. A idéia é que ao utilizar/marcar um resultado de busca com o +1, a sua rede de amigos do Google tenha a informação de que você gostou daquele resultado.

Inicialmente, o Google utilizou o compartilhamento via Twitter para destacar resultados que os seus seguidores de Twitter tenham compartilhado na Timeline, para acrescentar essa face social aos resultados de busca. Agora, o Plus One assume esse papel e, abaixo dos resultados de busca, podem aparecer quais dos seus amigos gostaram dos resultados de busca apresentados.

Como sempre, o Plus One foi lançado de forma restrita ao Google.com, mas como sempre também, é uma questão de tempo até que seja expandido para a ferramenta ao redor do mundo. Para habilitar o recurso, basta acessar a URL http://www.google.com/experimental/ e ativar o Plus One – e ele funcionará somente no Google.com (a data deste artigo).

Google Plus One SERP

Plus One no meu site?

Tal como o botão de Facebook Like, o Plus One também foi pensado para ser utilizado dentro dos websites. A funcionalidade ainda não está ativa, mas é possível solicitar a notificação de quando será possível incluir o +1 no seu site, para que os visitantes marquem o seu site como de qualidade.

O Plus One vai ajudar nos rankings?

A indicação mais provável é que sim, mas não necessariamente de forma geral. Como o Plus One é voltado a notificar as pessoas sobre o que os seus contatos/amigos gostaram, é muito provável que o Plus One venha a influenciar na personalização de resultados, destacando na busca, os sites que os amigos gostaram.

O ponto fundamental é que o Plus One está ativo também para resultados de Links Patrocinados – um indicador fortíssimo de que ou será incluído no Quality Score ou como modificador dos resultados de links patrocinados que são exibidos para cada pessoa, denovo, oferecendo algum destaque para os sites que os contatos e amigos de quem fez a busca.

Ainda, em testes mais recentes de correlação de rankings, notou-se que é muito frequente que páginas que ocupam as primeiras posições nos resultados de busca, são também páginas as quais os usuários de Facebook marcarão como interessantes através do compartilhamento na rede. Isso funciona como fator motivacional para o Google usar sim o Plus One como modificador de rankings.

O interessante é que, se a correlação rankings e likes no Facebook já é relevante, então os algortimos do Google já caminham na direção correta entre o que as pessoas gostam e o que os algorirmos escolhem como melhor. Mas além disso, o Google pode incluir o Plus One como fator de ranking até mesmo em adição a fatores antigos, como páginas compartilhadas via Google Reader, páginas marcadas com o Bookmark do Google (a estrela ao lado dos resultados de busca) entre outros fatores de Personalização de Resultados.

E como saber quais páginas meus usuários/visitantes indicaram com o Plus One?

Até o presente momento, apenas olhando para as buscas. É muito provável que os próximos passos do Google quanto ao +1 seja disponibilizar uma forma de consulta (como API) ou disponibilize a informação diretamente no Google Webmasters Tools. Em último caso, o scraping das páginas do site com a badge do Plus One também é alternativa.

Perguntas: E eu com o Plus One?

A função de compartilhar com o Orkut, conjuntamente ao Plus One e outros, como Likes do Facebook e Tweets, também vai influenciar resultados?

O que se vê hoje nos resultados de busca é a informação de quais dos seus contatos de Twitter já enviaram tweets citando os resultados de busca que o Google exibe a cada consulta. O Plus One vem para trazer também essa informação: quantos contatos da sua rede recomendam os websites listados nos resultados de pesquisa.

O mais provável é que todos esses componentes sociais sejam combinados, a menos que um se destaque como de muito maior relevância que os outros. Mas a julgar as preferências de cada um (gostar mais de Twitter, gostar mais de Facebook, etc.), todos os componentes devem ser de alguma forma combinados para se ter essa personalização de resultados.

Como o Google identifica grupos de amigos, Tweeps e etc. de uma pessoa?

O Google tem dois caminhos principais para identificar relacionamentos entre as pessoas:

  • Twitter: o Google tem um acordo comercial de acesso a base de dados do Twitter, assim, ele consegue obter a informação de relacionamentos entre usuários da rede (seguidos e seguidores).
  • Contas Google: entre os diversos serviços do Google, Gmail, Buzz, Google Profile, Orkut, Google Reader, enfim, todos eles que possuem uma conta e te relacionam com outras pessoas servem como caminhos para que ele identifique os contatos de uma pessoa.

E o “black hat Plus One”? Trocas de recomendações e afins?

Com esta pergunta é possível escrever todo um novo artigo sobre. A primeira ideia que vem a mente realmente, como manipulação de influência do Plus One é partir para a troca de recomendações: eu voto no seu site e você vota no meu.

De certa forma, o Google já tem experiência no reconhecimento deste tipo de comportamento através dos algoritmos de troca de links. Muito provavelmente, eles estarão preparados para este tipo de manipulação.

O outro ponto é a compra de Plus Ones – R$100 para ter 1000 Plus Ones. Denovo, é como a compra de links. O Google já tem experiência para reconhecimento.

Para ambos casos, com certeza, existem falhas e muitas variações de estratégias que podem até fazer o processo funcionar. E também com o Plus One vem a questão: para que obter 1000 Plus Ones aleatórios? Qual a relevância dos perfis envolvidos?

O Plus One vem mais a casar com o Influence Rank, a ideia de fazer o seu conteúdo chegar aos influenciadores de nicho, mas além disso, provavelmente será analisado o engajamento e recorrência de recomendações, tal como já acontece no Twitter: um link que esteja frequente entre os tweets do dia ou da hora, ganha benefícios nos rankings para aquele momento. Mas tão logo os tweets com o link desapareçam, os rankings obtidos também são perdidos.

Assim, para toda ação de “black hat Plus One,” muito provavelmente o Google já tem experiência em outras formas com seus algoritmos. Somente o teste poderá mostrar se o esforço valeria a pena. Nada impede de, por outro lado, o Google traçar a variação de recomendações para determinar penalizações em websites.

Nos Links Patrocinados, o Plus One será contado como clique? Como vai influenciar nos Links Patrocinados?

O clique no +1 em resultados de Links Patrocinados não vai fazer com que o anunciante pague como se fosse um clique levando acesso ao seu site. Por outro lado, existe a forte chance de que na interface de administração do AdWords, os anunciantes consigam obter a informação de qual anúncios as pessoas gostaram – fundamental para o gerenciamento e tomadas de decisões relacionadas.

Como o +1 também vai aparecer nos resultados de anúncios pagos, ele também vai influenciar os rankings de quem paga para aparecer. O Quality Score usado para qualificar os anúncios terá o complemento que o Plus One visa oferecer, mostrando a pessoa que fez a busca, quais de seus contatos recomendam tal anúncio.

O Google com esse novo sistema está começando a implantar o Social Circle?

Olhando para o Social Circle e para o Plus One, nota-se que eles se complementam. O Social Circle visa apresentar resultados de busca “familiares” a você, seja por estar no seu Google Reader, ou porque algum de seus contatos recomendou aquele resultado.

O Plus One tem as duas vertentes: tanto permite a você como usuário, recomendar sites aos seus contatos, quanto apresenta a você resultados que os seus contatos recomendaram. Como um pouco disso já acontecia com os contatos de Twitter, o Plus One é uma extensão do modelo anterior.

Plus One, Sitelinks, One Line links, Preview. A quantidade de informações polui a interface?

Em tempos mais remotos, a página de resultados do Google já contou com uma estrela, para você marcar como favorito, um X para remover o resultado de busca e até uma seta para que você melhorasse o ranking de um determinado resultado. Hoje, próximo ao Plus One está somente a lupa que fornece o preview de um resultado listado.

Adicionalmente, o Google muito provavelmente testou questões de usabilidade para assegurar que o impacto não fosse negativo.

E se quem não está na minha rede de amigos gostar do meu conteúdo?

Tanto melhor. Qualquer pessoa, na lista de contatos do webmaster ou não, que recomende um site com o Plus One, faz com que o website seja recomendado a diversas outras pessoas.

Quando se usa o Plus One aparece a sua foto abaixo do resultado de busca?

O Plus One terá o funcionamento semelhante ao que acontece com o Twitter hoje em dia. A foto de quem recomenda o conteúdo aparece, bem como é mencionado quantas outras pessoas também recomendam aquele conteúdo.

O +1 vai ordernar melhor apenas os resultados marcados, ou vai influenciar outras buscas suas?

Muito provavelmente, o objetivo do Google com o Plus One, bem como com a utilização de outros sinais vindos de redes sociais, é reforçar a pitada de Social que seus algoritmos precisam. Hoje, o ponto forte do algoritmo do Google é a análise de backlinks para construir resultados. Acontece que muitas pessoas não possuem (ou não utilizam) websites ou Twitter para recomendar todo site que gosta. O Plus One, dá a essa multidão uma voz.

O esperado é que, se usado massivamente, o Plus One possa sim influenciar resultados de busca, na forma de mais um componente a ser considerado nos algoritmos do Google para classificação de resultados de busca.

A influência vai matar a relevância nas buscas?

Esta também é uma pergunta que merece um post completo somente para esclarecer tudo o que envolve a pergunta e a resposta, mas tal como na resposta anterior, o principal é que o Plus One venha como um ingrediente a mais na receita do Google sobre como ordenar resultados de busca.

O sistema de análise de backlinks e conteúdo funcionou ao longo dos últimos 10 anos. Agora, talvez o Google tenha enxergado que as pessoas querem mais, querem poder indicar quais seus resultados favoritos e não somente receber resultados que o Google, em suas métricas “mágicas” para um usuário comum, classificou como mais relevantes.

O Plus One chegou, o SEO morreu?

Sempre que uma mudança acontece na interface do Google, especialmente quando se trata de envolvimento com Social Media, surgem questionamentos “contra” o SEO. Essa inclusão do Plus One, como todas outras alterações relacionadas, no Google não enfraquecem o SEO.

Mais uma vez, o profissional de SEO precisa se atualizar e entender como traçar novas estratégias, agora com novos desafios, para manter seus resultados entre os primeiros nos resultados de busca do Google.

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

6 Comentários para “O que é o Plus One (+1) do Google?”

  1. Marcelo

    Fábio,
    Acho muito interessante o tempo que você e sua equipe disponibilizam para a transferência de informações.

    Um exemplo, tanto para o universo SEO como para muitas outras áreas.

    Abraço e parabéns.

    Responder
  2. Paulo Regis

    Excelente artigo! Esclareceu bastante já. Agora o resto é ir testando e esperar pra ver o resultado.

    Responder
  3. Dedicio

    Precisava criar um botão -1, para depreciar as páginas com conteúdo enganoso que aparecem nos resultados de busca.

    Responder
    • Anders

      Concordo totalmente. O botão -1 funciona muito bem em comentários do youtube por exemplo ( é mais confiável, efetivo, até do que o botão +1 nos mesmos). Se é pra se aproximar da opinião real das pessoas onde está a opção de dizer “I don’t like it”? Acho válido.

      Responder
  4. Elmo Campos Hora

    Parabéns Fabio, alias você ja esta cansado de ouvir essa frase.
    Muito bom artigo, e como o Marcelo falou logo acima, acho muito bacana a sua dedicação em mostrar ao publico e dividir seu grande conhecimento. Continue assim.
    Abraços
    Elmo.

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>