Novidades nos Buscadores

Com a crescente procura por profissionais de SEO para melhorar o ranking dos sites, as empresas com sites de busca também vêm tentando alcançar seu lugar ao sol – ao lado da gigante Google, que abocanha cerca de 62% das buscas!

Um estudo da Piper Jaffray, sobre os custos dos usuários na internet, baseado na estratégia de maketing ( SEM) revela, como todos já sabiam, que o SEO tem o menor custo por usuário. A média, em dólares, das principais estratégias são: Busca Orgânica ($0.00), Busca Patrocinada ($8.50), Páginas Amarelas ($20.00), Banners ($50.00), E-mail ($60.00) e Mala Direta ($70.00).

As novidades nos buscadores são as opções de busca, como no Mahalo, onde você pode encontrar sessões específicas, como receitas culinárias e críticas de restaurante, por exemplo. E ainda ver, além dos resultados do próprio site, o resultado dos principais buscadores (Google, Yahoo!, MSN, ASK, Wikipedia, Del.icio.us, YouTube e Flirk – os dois últimos com vídeos e imagens, respectivamente).

Outro site que possui a opção de separar resultados por categoria (
Imagens, Blogs, Vídeos e Wikipedia) é o Search Mash. O Search Mash é uma nova idéia do Google, aderindo a essa nova tendência de buscas.

Acho que o mais inovador, no entanto, é o ChaCha. Nesse site, após um pequeno cadastro, é possível fazer pesquisas com o auxílio de um guia. Esse guia conversa com você em um chat, e o ajuda a refinar sua busca, exibindo resultados relevantes, de acordo com as suas determinações. O site é todo em inglês, mas é muito fácil de usar e você ainda pode classificar o atendimento obtido pelo guia – que é identificado. Os guias são pessoas comuns, estudantes, aposentados que passam os dias conectados à web. Ah, com o ChaCha, ainda é possível fazer buscas através de SMS do celular!

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

8 Comentários para “Novidades nos Buscadores”

  1. Djacir

    Estas novas opções parece que estão fazendo até o Todo-poderoso Google se mexer, o que é realmente muito bom.
    Mesmo sem ameaçar a supremacia dos buscadores top’s, estes novos sites de busca provocam que estes se atualizem e procurem melhorar suas tecnologias.

    Responder
  2. Luciano

    Oi Clara,

    fiquei interessado em ler mais sobre esse estudo da Piper Jaffray pelo fato do estudo revelar que o custo da Busca Orgânica seja ZERO. Obviamente, concordo que as ações de SEO possuem um custo menor, mas não é zero. Na minha opinião existem diversos custos indiretos nas ações de SEO. Por exemplo: Profissionais de SEO, Ações de Link Building, Remodelagem/reestruturação do Website alvo, criação de conteúdo, etc, geram custos para a empresa (Website) contratante do serviço de SEO. Enfim, fiquei curioso para ler o estudo. Qual é o link?

    Abraços.

    Responder
  3. Fabiano

    Como alternativa aos buscadores estrangeiros existem também exemplos nacionais como o http://www.radarbit.com qe mostra resultados de páginas brasileiras (domínio .com.br)

    É claro que não se compara aos gigantes da busca, mas é bastante funcional.

    Responder
  4. Alex

    Não tinha conhecimento sobre as alterações citadas nos sistemas de busca. Hoje em dia se busca muitos profissionais especializados em SEO por causa disso.

    Responder
  5. Gabriel

    Para manter o seu site no google, ou você faz o SEO ou paga para fazerem, e mantenh-se atualizado porque a dinâmica é veloz…

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>