Inbound Marketing Que Gera Vendas

A grande preocupação das empresas que fazem Inbound Marketing é gerar leads! No entanto, a segunda preocupação é obter resultados finais, que realmente representem lucro. Para isso, o segredo é fazer o Inbound Marketing que gera vendas. Mas você sabe como?

Nosso CEO, Fábio Ricotta, tem a explicação em um novo formato de vídeo da Mestre TV. Veja!

1. Aquisição

O primeiro ponto do Inbound Marketing é a aquisição, ou seja, obter dados de pessoas que realmente estão alinhadas com a empresa. Para isso, normalmente são feitas estratégias de topo, meio e fundo de funil.

Nesse processo, para o topo, pode ser feito um e-book, que funciona como uma isca, no meio, pode ser criada uma ferramenta para ajudar o lead a descer o funil e, por fim, é feita até landing pages alinhadas com o fundo do funil e, inclusive, com opção de orçamento.

De modo geral, tudo isso é feito com um único objetivo: gerar leads, algo que pode ser feito por meio de plataformas diferentes e utilizando o AdWords, Facebook Ads, SEO, Native Ads, Taboola e Outbrain, além de várias outras estratégias.

2. Leads

A partir dessa etapa do Inbound Marketing que gera vendas, você obtém informações como o “e-mail”, que é a chave única dos leads gerados, além de outros dados, como sexo, idade, remuneração e tamanho da empresa, que vão te ajudar a qualificá-los.

Vale mencionar que é preciso solicitar esses dados de acordo com o seu segmento, pois são eles que vão mostrar os leads que têm “fit”, ou seja, que estão de acordo com a persona desenhada para o seu projeto de Inbound Marketing.

3. Qualificação

Usando todas as informações que foram obtidas, chega o momento de colocar o “fit” à prova, isto é, ver se o seu lead está devidamente qualificado.

Dentro da RD, por exemplo, há o Lead Scoring, que é uma ferramenta na qual se dá uma pontuação para cada um dos leads, de acordo com os dados de cada um deles e conforme o engajamento que a pessoa tem dentro do seu negócio.

Com isso, é possível saber se o lead está alinhado com a persona criada e também o quão qualificado ele está.

4. Qualificação

Nessa etapa do Inbound Marketing que gera vendas, é a hora de olhar oportunidades. Para isso, analise as informações que já tem, junto com os conteúdos que o lead já consumiu, e veja se, de fato, ele deve ser abordado de forma mais comercial.

É nesse momento que você vai decidir quais são os leads que servirão para alguma ação comercial e aqueles que ainda devem ser mais nutridos, conforme a etapa do funil.

Portanto, é hora também de fazer uma configuração na sua ferramenta de automação, de modo que ela mostre os leads que atingiram determinada pontuação e que já podem ser considerados uma boa oportunidade para a sua empresa.

5. Corredor polonês

Na última fase está o famoso corredor polonês, também chamado de Marketing Qualified Lead (MQL), que é o momento onde a empresa deve começar a apresentar suas ofertas e, assim, fazer o “pitch de vendas”.

Como nessa fase os seus contatos já estão devidamente qualificados, esse é o momento ideal para impactá-los, oferecer um contato com o vendedor e, finalmente, fazer a venda.

A grande questão aqui é que as pessoas não podem ser apenas leads, elas precisam caminhar pelo funil e, quando virarem oportunidades, devem ser atacadas no corredor polonês com muitas ofertas.

Diante disso, se você quer fazer Inbound Marketing que gera vendas, verifique se todos esses passos estão sendo cumpridos e continue navegando no blog da Agência Mestre para obter mais informações sobre essa poderosa estratégia.

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>