Humanização de Aquisição de Clientes

Olá leitores da Mestre! O assunto da vez está relacionado ao modo como a aquisição de clientes é feita. Na sua empresa, isso acontece de forma robotizada ou humanizada? Essa é uma questão muito importante, que faz toda a diferença. Então aperte o play e veja porque a Agência Mestre defende tanto a humanização de aquisição de clientes.

Humanização da Segmentação

No processo de segmentação de dados, o simples fato de entender quem é o seu público, qual é o gênero, a idade, a localização, a faixa de renda e os níveis de interesse, já é uma forma de trabalhar com a humanização de aquisição de clientes.

Humanizar é deixar o seu anúncio um pouco mais personalizado, e não trabalhar de forma generalista, o que significa que você não deve simplesmente criar um anúncio e mostrá-lo, por exemplo, para todos os homens do Brasil. Esse é o pior erro que se pode cometer em termos de performance! Nesse espírito, quanto mais personalizados forem os seus anúncios, melhor. Quanto mais a comunicação for direcionada, melhor também!

Personalização de Landing Pages

Outro ponto interessante na humanização da segmentação, é oferecer também landing pages personalizadas. Por exemplo: quando se faz o anúncio sobre uma carteira masculina, preta e de couro, cujo público seja homens, na faixa etária de 24 à 44 anos e que moram nas capitais, ele deve ser direcionado para uma landing page que esteja falando sobre a mesma carteira e com a linguagem correta para aquele público. Levar os possíveis clientes para uma página de e-commerce totalmente desconexa e formal, não vai adiantar! A pessoa não vai se conectar perfeitamente.

Portanto, quando se faz uma cópia constituída, do texto e da imagem, entre o anúncio e página de destino, essa composição deve estar bem alinhada e adequada. Muitas pessoas quem fazem anúncios esquecem de olhar isso na página de destino, colocam a URL e nem reparam se a linguagem, design e os estilos estão condizentes um com o outro. Dessa forma, o leitor desconecta, pois ele foi cativado pelo anúncio, mas às vezes não gosta do jeito que a informação é colocada. Isso, consequentemente, prejudica as taxas de conversão.

Identificação da Dor

Anote aí: quanto mais se sabe a dor das personas, melhor os anúncios podem converter! E para entender bem as personas, é preciso defini-las e não apenas dizer se é homem ou mulher e estabelecer a faixa etária. Mais do que isso, é preciso entender as necessidades, metas, objetivos e o meio que está inserido.

Nisso, usar o mapa da empatia pode ajudar. Com ele é possível descobrir todas as dores e as necessidades reais das personas. A partir daí, voltando ao exemplo da carteira, se chega aos motivos pelos quais as pessoas comprariam esse produto, que podem ser vários: por lifestyle, por desejar uma troca, porque é algo que algum famoso está usando, ou ainda por querer apresentar um status diferenciado.

Mas para tocar na dor no momento certo, lembre-se dos conceitos de topo, meio e fundo de funil. Talvez, primeiramente, sua persona esteja procurando lifestyle, então ele está atento ao que os grandes astros estão utilizando. Depois que ele começou a acompanhar mais sua marca, o que ele quer saber é exatamente quais as peças disponíveis que aquelas celebridades usaram. Assim, conforme as pessoas descem no funil, mais é preciso bater na dor e fazê-las se sentirem a personalidade que admiram.

Conclusão

O fato de personalizar todos os seus anúncios, pensando na dor, na necessidade e no objetivo geral da persona, vai fazer com que você converta muito mais. Isso é humanizar através da aquisição. Ao seguir essa linha, com certeza conseguirá aumentar a taxa de conversão da sua landing page!

Caso tenha alguma dúvida, nos deixe um comentário e continue acessando o nosso blog. Você certamente vai encontrar outros artigos valiosos para atrair mais clientes!

E-book Gratuito

Quer aprender tudo sobre o processo humanizado? Então, baixe gratuitamente o nosso e-book “Jornada de Compra Humanizada” e entenda como é importante implementar ações humanizadas para atender às demandas do consumidor moderno.

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>