Não tenho concorrentes ainda. Devo fazer anúncios?

Sua empresa é pioneira no que faz e não encontrou nenhum concorrente no mercado no qual atua? Será que, estando nessa situação, você precisa mesmo investir em anúncios? O Fábio recebeu o contato de uma pessoa que tinha exatamente essa dúvida e gravou um vídeo para respondê-la. Dê o play e confira as dicas!

Pense além do óbvio

Antes de mais nada, é importante pontuar que o anúncio é uma possibilidade para você alcançar mais pessoas que talvez não alcançaria de forma orgânica. Com isso em mente, a primeira dica é: olhe um pouco além de onde sua persona está mostrando a dor latente.

Pense em uma pessoa que quer emagrecer. Essa pessoa entra no Google e pesquisa “como emagrecer”. Se você foi a única pessoa que descobriu que o emagrecimento é uma grande oportunidade do mercado, o fato de ter pessoas buscando por isso pode sim trazer um volume de clientes organicamente.

Entretanto, a melhor forma de agir aqui é entender o que vem antes da pessoa pensar em emagrecer, o que ela está vivendo. Será que ela está vivendo um dilema com o próprio corpo? Será que está inserida em um ambiente que é hostil em relação ao corpo dela? Será que essa pessoa está satisfeita com o companheiro atual dela? Será que ela é uma modelo que vive a pressão desse meio e acha que não está no perfil correto que a agência procura?

Você tem que dar um salto para o que vem antes da pessoa mostrar a dor latente, porque lá possivelmente já existe concorrência para o seu produto.

Então devo fazer anúncios?

A forma mais rápida de agir em um mercado onde há concorrência é com anúncios, assim você encontra pessoas e as atrai para conhecerem a sua marca e consequentemente comprar o seu produto.

Mesmo que você tenha pensado além da dor latente da sua persona e não tenha encontrado concorrentes, anunciar é uma ótima forma de expor a sua marca, deixá-la mais evidente, em patamares que a pessoa ainda não tenha dor, ou seja, necessidade pelo seu produto e serviço. É interessante também anunciar mesmo nos lugares nos quais a sua marca aparece com resultado orgânico, pois, se você não estiver na primeira posição, ter um resultado patrocinado em destaque pode trazer mais cliques.

Dicas extras: Palavras-chave, nutrição e remarketing

Teste as palavras-chaves que vão trazer mais pessoas qualificadas para o negócio – e aquelas que não forem qualificadas, invista em nutri-las para lá na frente elas comprarem de você.

Se você ainda não trabalhou com anúncios, uma boa é começar fazendo remarketing. O modelo tradicional de remarketing é reimpactar uma pessoa que chegou organicamente ao seu site, mas não fechou negócio. Você pode reimpactar ela mostrando porque a sua empresa é boa ou oferecendo descontos para que ela feche com você.

Gostou do artigo? Compartilhe com os amigos e comente aqui o que você gostaria de ver em um próximo vídeo do Fábio!

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>