Thesis, um Super Tema para WordPress

Olá leitores da Agência Mestre,

Como alguns de vocês acompanharam, no episódio 3 do MestreCast falamos bastante sobre WordPress e como utilizamos diversos plugins para melhorar a sua capacidade de indexação e visibilidade para os mecanismos de busca. No próprio podcast, cheguei a comentar que sou um fã antigo do CMS e sempre busco aprender coisas diferentes tais como plugins e temas, mas recentemente, me deparei com algo muito comentado por profissionais de SEO nos EUA: o famoso Thesis, um tema para WordPress.

A Motivação

Como alguns de vocês sabem, eu possuo um blog pessoal, o qual sofreu um “probleminha” que relatei algumas semanas atrás, através do artigo semanal “Pergunte ao Ricottinha”. Com a queda das visitas, eu decidi implementar algumas coisas novas no meu blog e uma delas era testar o Thesis, para ver como o tema era e se realmente era fácil de editar e útil para um webmaster avançado.

Pois bem, tive boas impressões. Vejamos algumas:

Design

Painel do Thesis - WordPress

Acho que a coisa mais simples que pude fazer com o Thesis foi alterar o visual do website. De três colunas, para duas, para três, sendo uma a esquerda do conteúdo e outra a direita do conteúdo. Pude ainda mudar o tamanho de cada coluna diretamente pelo painel.

O interessante é que podemos ainda mudar todas as cores, fontes e tamanho de fontes diretamente pelo painel do Thesis. Achei simplesmente uma “mão na roda” o modo de se mudar o aspecto visual do blog.

Tracking do Google Analytics

Como todo blogueiro que se preze, uma das coisas que mais gosto é olhar o quanto de visitas o meu blog gerou no dia. Para isto, a maioria dos webmasters utiliza o Google Analytics, inserindo o seu código no arquivo footer.php de seus temas para WordPress. No caso do Thesis, não precisamos abrir o arquivo footer.php, mas precisamos apenas obter o código fornecido pelo Google Analytics e em seguida inserir nas configurações do Thesis:

Google Analytics no Thesis

SEO On-Page – Títulos, Meta Tags, Canonical, Redirecionamento 301 e outros

Para os que já conhecem alguns plugins do WordPress, já devem ter acostumado com o All in One SEO Pack ou com o Platinum SEO Pack. Ambos os plugins acrescentam uma funcionalidade muito interessante para o WordPress que é a capacidade de customizar os títulos e o padrão dos mesmos nas páginas e artigos do seu blog. Com o Thesis, você “ganha” esta funcionalidade sem a necessidade de instalar um dos plugins mencionados anteriormente.

SEO On-Page com o Thesis

Em termos de Canonical Tag, o Thesis já é preparado e a opção vem marcada por padrão, fazendo com que o seu blog não sofra de conteúdo duplicado caso receba parâmetros em sua URL, em caso de tracking de feed, facebook ou twitter por exemplo.

Uma feature bem interessante é o redirecionamento 301 de artigos. Com o Thesis, você pode redirecionar um artigo para uma determinada URL, algo bem útil que sempre fizemos com o uso de plugins.

Os Famosos “Hooks”

Uma das coisas mais interessantes do WordPress é que ele é livre para edição. Você pode instalar qualquer plugin e depois editar o seu tema, incluindo a integração com aquele plugin. Em muitos casos, inserir esta função é simples, mas em muitos casos, queremos incluir alguma função em determinadas áreas do nosso tema, e com isso acabamos por obter um trabalho bem grande.

Com base na dificuldade de editar algumas partes do tema, criaram para o Thesis os chamados “hooks”, os quais são chamadas de API para você adicionar uma chamada de função ou ainda um bloco de código em uma determinada parte do seu layout. Por exemplo, com o hook thesis_hook_after_content você consegue colocar uma determinada função, como por exemplo o similar_posts(), logo após o seu conteúdo, sem ter que editar o seu tema.

Estarei ao longo do tempo postando mais sobre os hooks e funcionalidades que você pode obter com o Thesis, mas se você tiver curiosidade, existe uma página de referência com todos os hooks disponíveis.

Conclusões

Após este tempo de utilização do Thesis, pude notar que ele é um excelente framework / tema, dando a possibilidade do desenvolvedor customizar com poucos cliques ou com os hooks todas as áreas do tema.

Minha sincera opinião é que se você nunca utilizou o Thesis, tente, pois, apesar de pago, ele vale a cada centavo!

Espero que vocês tenham gostado deste artigo e até o próximo!

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

10 Comentários para “Thesis, um Super Tema para WordPress”

  1. Daniel

    Ricotta,

    Legal saber que você está usando Thesis. Realmente o thesis é algo muito interessante, mas acho que não é para light bloggers. Já vi muita gente em blogs reclamando e tendo dificuldades para fazer oq ue gostaria. Principalmente para quem está querendo uma layout muito rebuscado, vai dar uma trabalho fazer tudo, até pq não adianta modificar e perder o código semantico do Thesis.

    sucesso ai…

    Responder
  2. Paulo

    Ricotta,

    Poderia explicar e falar sobre qual versão você comprou, preço e se é possível utilizar em vários sites!

    Vlw

    Responder
  3. Hygson Rocha

    Oi, Ricotta. Também comecei a usar há pouco tempo o Thesis. Realmente, ele é muito poderoso e leve. Só preciso aprender a usar melhor esses hooks. Qualquer novidade, avise-nos. Abraço, Hygson.

    Responder
  4. Dornelles

    O problema é criar layouts pesados e ter que controlar isso de outras formas. Páginas que demoram mais de 10 segundos para abrir, geralmente perdem na classificação para outras páginas de blogs mais rápidos. Eu prefiro remover plugins não muito importantes, que puxem arquivos CSS e JS extras, pois isso faz cada página de meu blog abrir em até 4 segundos.. Mesmo com hospedagem nos EUA!!!

    Responder
  5. Dornelles

    Testei esta página aqui, sua, no http://websiteoptimization.com/services/analyze/

    O resultado me deixou extremamente perplexo:
    – Esta página pesa no total, mais de 800kb
    – O arquivo de “balaca” das fontes (/js/font-family.js) pesa mais de 300kb!
    – De 11 quesitos analizados pelo site, esta página aqui perde em 8 quesitos!

    Essa análize ali é de desempenho, mas analizando seu site, acredito que consegue boa visitação mais pelas otimizações dos artigos, do que pela leveza da página. Se você partisse para uma visão como da Globo.com, de criar páginas internas leves, bonitas e rápidas, seu site teria 50% mais visitas do que têm atualmente.

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>