Descubra O Que Não Fazer em Parcerias Com Blogueiros

Olá Leitores da Mestre, tudo bem? No artigo de hoje você aprenderá um pouco mais sobre uma das técnicas mais conhecidas de como propagar produtos e serviços. Ela existe há muitos anos, mas virou febre de uns tempos para cá, já sabe do que estamos falando? Das parcerias com blogueiros.

O chamado seeding consiste no envio de um produto ou disponibilização de um serviço para um produtor de conteúdo, que pago (ou não), fará um post sobre sua empresa. Mas atenção, existem dois pontos fundamentais que você não deve fazer neste tipo de parceria. Então dê o play abaixo e confira!

Primeiro ponto: ganho de link como “brinde” em parcerias com blogueiros

Um dos pontos negativos mais recorrentes neste tipo de negócio acontece na seguinte situação: você paga por uma publicação e recebe um “link de brinde”, direcionando um banner ou palavra-chave para seu site.

Entenda que, segundo as diretrizes do Google, você não pode pagar por um link que redirecione para dentro do seu site com o intuito de ganhar posicionamento. Fazendo isso, seu site estará violando uma regra que pode penalizar negativamente o seu site, ocasionando na perda de posicionamento.

E acredite, isso acontece com uma grande frequência, inclusive alguns clientes chegam a sugerir aqui na Mestre que façamos parcerias com blogueiros dos seus respectivos mercados.

Se você quer usar um link dentro de um blog de terceiros, não esqueça de usar a tag nofollow, que serve para mostrar ao Google que “você não quer violar diretrizes, o seu objetivo é apenas conquistar a audiência”. Fato que deve ser sempre a premissa básica deste tipo de parceria.

Segundo ponto: Identifique sempre suas publicações como patrocinadas

Seja um publieditorial em um jornal, vídeo, post de blog, não importa, todas as suas publicações patrocinadas devem estar identificadas como tal. Por quê?

Entenda que, existem leis específicas que regulamentam todo o tipo de compra de mídia, inclusive essas parcerias com os blogueiros do seu mercado. E caso você não as cumpra, sua empresa e o blogueiro podem sofrer sérias implicações, que variam de mercado para mercado.

Existem pessoas que não identificam suas publicações e “passam batido” pelas fiscalizações. Contudo, isso é arriscado, pois constantemente vemos o YouTube penalizando vídeos patrocinados não identificados como tal, além de blogueiras famosas recebendo ações judiciais pelo mesmo motivo. Não vale arriscar, não é?

Entendeu o que você não deve fazer nas parcerias com blogueiros? Gostou deste artigo? Encaminhe ele para quem é do mercado e ajude todos os seus amigos a cumprir as boas diretrizes.

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>