Melhorando o Processo de SEO – Cabeçalho de URLs, Redirecionamentos e Link Juice

{+}Processos de SEO

Olá assinantes da Agência Mestre,

Nos últimos meses um dos trabalhos que eu tenho mais me empenhado aqui na Agência Mestre é em entender todo o processo de SEO que acontece no decorrer de projetos, olhando desde a visão do Assistente de SEO, passando pelo Analista de SEO e em seguida pelo Coordenador do Projeto. Quando você observa todo o projeto de fora, você consegue ver um padrão na repetição de tarefas e certos desperdícios de tempo, que podem ser contornados com simples ferramentas para a automação das tarefas.

Dado este cenário, avaliei mais recentemente 3 frentes de trabalho aqui na Agência Mestre:

  • URLs Amigáveis, onde precisamos estruturar o novo conjunto de URLs para o cliente e em seguida validar uma a uma as URLs produzidas;
  • Redirecionamentos, onde, no decorrer do projeto, precisamos redirecionar uma URL para outro endereço e, em muitos casos, enviados documentos com muitas URLs para serem redirecionadas;
  • Link Juice perdido, que acontece em casos onde você efetua um redirecionamento ou ainda exclui a página do seu website.

Nestas 3 frentes de trabalho conseguimos melhorar o processo, economizando o tempo dos nossos analistas, fazendo com que produzam mais, em menos tempo e com mais qualidade.

Vejamos cada um dos casos com mais detalhes:


Validando URLs Amigáveis

Quando trabalhamos com a estrutura de URLs de um website, normalmente pensamos em reorganizar, substituindo os famosos parâmetros numéricos por palavras-chaves de categorias e nomes de produtos. Na minha visão, o grande problema em implementar URLs amigáveis não é definir qual será a nova estrutura, mas garantir que esta estrutura seja implementada 100% de forma correta.

URLs Amigáveis

O processo natural de execução consiste em eleger um grupo de URLs antigas e em seguida escrever como este grupo ficaria na nova estrutura. Enviando esta listagem, você aguarda a resposta do time de TI, responsável pela implementação, e assim poderá fazer esta checagem: “a URL página A agora virou xyz.com./paginaA utilizando um redirecionamento 301” ?

Verificação de URLs Amigáveis

Este trabalho de verificação é muito custoso em termos de tempo e também é suscetível a falhas, uma vez que você irá conferir apenas uma parte de todas as URLs envolvidas, tornando fácil um erro na conferência do trabalho ou ainda esquecer de verificar algum caso.

Para facilitar esta verificação e deixá-la muito segura, você pode utilizar a ferramenta de Verificação URLs Amigáveis que está no nosso Labs. Na ferramenta, você entra com as URLs antigas (originais) no primeiro text area e no segundo você coloca o formado que elas devem ficar no modelo de URLs amigáveis.

Ferramenta de Verificação de URLs Amigáveis

Ao clicar em “Submit” a ferramenta analisa a URL antiga, verificando se ela é redirecionada através de 301 para uma nova URL. Esta URL é comparada ao modelo de URL amigável submetido e caso sejam iguais a ferramenta não indica problema. Caso sejam diferentes, ela avisa que existe um problema e oferece um link para análise individual.

Resultado das URLs Amigáveis

O importante é que desta forma você pode verificar todos os casos de forma rápida, identificando casos com problemas e assim poderá comunicar ao time de TI para rever o caso defeituoso.


Verificação de Redirecionamentos

Um outro caso bem comum em SEO é redirecionar uma URL para outra, seja para mover um conteúdo de lugar, seja para “aposentar” uma página antiga, ou ainda para remover a página de um produto que não está mais disponível. Para todos os casos, temos uma listagem do que deve ser feito e o tipo de redirecionamento a ser aplicado. Com base nesta listagem, o time de TI poderá efetuar os redirecionamentos requeridos.

Quando se possui projetos em andamento, é bem comum aparecer casos desta forma e aqui, não diferente de URLs amigáveis, a verificação da implementação é custosa em tempo e bem suscetível a erro humano. Para esta verificação ser mais confiável, você pode utilizar uma ferramenta do nosso Labs, chamada Bulk HTTP Checker.

Basta inserir a sua listagem de URLs inicial e ele lhe mostra se cada uma delas foi redirecionada utilizando 301. Desta forma o seu trabalho fica muito mais rápido e preciso.

Verificação de Redirecionamentos

Busca por Link Juice “Perdido”

Em muitos projetos de SEO temos o grande cuidado em criar uma boa estratégia de link building, angariando links de diversas fontes de qualidade e estimulando a comunidade para criar links diversos para o nosso conteúdo. Na maioria dos casos, acabamos por não ver todos os links que são criados para o nosso website, simplesmente pelo fato de que eles podem ser criados de forma espontânea.

Com esta grande possibilidade de ganhar links e sequer ficar sabendo, podemos remover uma página (404) ou ainda redirecioná-la para outro conteúdo (301 ou 302) sem sequer importar com a quantidade de backlinks que apontavam para aquela página. Do ponto de vista de SEO, isto é muito importante, pois se você recebia uma boa quantidade de link juice, ele será perdido caso você tenha uma página de erro ou ainda um redirecionamento 302. Por isto, é muito válido analisar quais as suas páginas que recebem mais links (ou link juice) e analisar se elas estão fornecendo código 200 (página encontrada) ou 301 (redirecionamento permanente).

Para conseguir executar esta tarefa, uma das ferramentas mais seguras para obter estes detalhes de backlinks é o próprio Google Webmaster Tools. Esta ferramenta do Google possibilita que você explore na aba “Your site on the web” e depois no item “Links to your site”, os backlinks que o Google “enxerga” apontando para o seu website.

Links to Your Site

Em seguida, selecione a opção “More” da área de “Your Most Linked Content”. Isto irá mostrar, a lista das suas URLs ordenada pela quantidade de backlinks que ela recebe.

Your Most Linked Content

Em seguida, vá na parte inferior da página e clique na opção “Download this table”, a qual irá lhe oferecer um arquivo .CSV para download. Faça o download do arquivo e em seguida importe-o no Excel, resultando na seguinte tela:

Páginas mais Linkadas

Se você observar bem, o Google Webmaster Tools oferece apenas a URI de cada página, por isto, precisamos concatenar o nome do nosso website com a URI exibida na tabela. Para isto, o Excel possui uma função chamada “CONCATENAR”, a qual você pode aplicar da seguinte forma:

=CONCATENAR(“http://www.seusite.com”;celula_da_URI)

Para facilitar o trabalho, você pode criar uma nova coluna e simplesmente aplicar este filtro diretamente nela, substituindo o celula_da_URI pelo endereço da célula que contém a URI:

Excel - Concatenar

Com esta nova lista de URLs, selecione todas, copie e cole na Bulk HTTP Checker e clique em “Submeter”.

A ferramenta irá analisar cada uma das URLs enviadas e caso encontre um redirecionamento ou 404 irá lhe informar e desta forma você poderá consertar o problema, recuperando o seu link juice perdido.

Link Juice Perdido

Conclusões

Quando você possui um time trabalhando em mais de um projeto de SEO é fundamental que você olhe todas as tarefas executadas com um olhar bem clínico, visando identificar pontos onde a tarefa é muito repetitiva e pode ser automatizada.

Como vimos neste artigo, 3 tarefas bem simples, que são requisitos básicos de todos os projetos de SEO, puderam ser automatizadas com simples ferramentas, poupando tempo e incrementando a qualidade do trabalho.

Para uma agência de SEO como a nossa, melhorar o desempenho de nossos funcionários pode representar um incremento em projetos de sucesso e futuras renovações de contrato, portanto, na próxima vez que você realizar ou observar alguma tarefa de SEO pense se ela pode ser melhorada.

Um abraço e até a próxima!

Créditos da imagem para: Magh.

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>