Content Research no Google Analytics: Conteúdo que o seu site não tem, Ainda!

{+}

Content Research com Google Analytics

Um dos maiores desafios, hoje em dia, é conseguir apresentar um conteúdo que seja interessante aos usuários e, também, que conquiste o Google. Especialmente após o Panda Update, a atenção com a qualidade das páginas que se oferece no site está sendo chamada mais uma vez, como demonstrado no artigo Panda Update – Ideias e Discussões sobre o Tema.

A questão é: o que pode ser relevante para os visitantes do meu site? Como saber qual conteúdo oferecer? A busca por estas respostas pode ter apoio objetivo do Google Analytics. Para escrever este artigo, eu me fiz estas perguntas e este artigo trata exatamente do processo de usar o Google Analytics (GA) para fazer pesquisa de conteúdo com o objetivo de entregar ao usuário conteúdo que seja de interesse dele e que o seu site possa não ter, ainda.

Content Research no Google Analytics

Minha busca por conteúdos a serem elaborados para a Agência Mestre começou no Google Analytics, em específico, diretamente sobre a análise de keywords de entrada. Naturalmente, as keywords de entrada de maior volume na maioria dos sites são termos que “definem” o nicho, como SEO, flores, jogos, celular e por aí afora; mas esses termos genéricos não colaboram no processo de levantar ideias para conteúdo.

Para obter uma lista de ideias que se transformasse em uma pauta com maior facilidade, eu não utilizei a lista de palavra-chave tal como foi apresentada, para poder conseguir escapar de termos genéricos. Aqui, existem 2 caminhos, mas que eventualmente devem resultar na mesma lista de keywords: Fazer a análise com, ou sem, a segmentação de dados por Long Tails.

Pensando em como as pessoas fazem as buscas e olhando para as duas perguntas que eu pretendia responder:

  • O que pode ser relevante para os visitantes do meu site?
  • Como saber qual conteúdo oferecer?

Eu defini como analisar as keywords e obter uma pauta mais objetiva: as pessoas utilizam o Google para fazer perguntas, logo utilizei o GA para descobrir que perguntas as pessoas estavam fazendo! Óbvio, assim eu consigo a lista de conteúdos úteis aos usuários e que possivelmente eu ainda não tenho no site. Para isso, primeiro pontuei as “palavras de pergunta” – termos frequentes em perguntas:

  • Como
  • O que
  • Qual
  • Fazer

E a sua análise deve te levar a expandir a lista, e o que você faz com a lista é filtrar, entre as keywords de entrada, quais termos contém cada palavra. Neste ponto você pode ir com, ou sem, o apoio de expressões regulares:

  • como|o que|qual|fazer

Pesquisa com ou sem expressões regulares

Particularmente, eu fiz a busca individual, uma palavra de pergunta de cada vez, para poder ter devidamente agrupado o conjunto de perguntas pertinentes a cada palavra de pergunta. Como nas minhas perguntas do exemplo anterior, pode acontecer de um termo de entrada conter mais de uma palavra de pergunta:

  • Como fazer …
  • O que fazer …
  • Qual melhor … a fazer …

Mas isso não é um problema, o importante é que você terá muitas perguntas a responder, muito conteúdo novo e útil a apresentar no site.

Segmentação Avançada para Content Research

As mentes mais sintonizadas em Google Analytics já devem ter percebido a oportunidade de poupar esforço e somente colher os frutos: a Segmentação Avançada. Se você fizer todo o processo manual descrito até aqui, verá que isso pode levar alguns preciosos minutos e, o pior, desnecessariamente, já que temos a segmentação de dados do GA para nos ajudar. O objetivo é criar um novo segmento para filtrar perguntas:

  • Filtro de long tails: (.*) (.*) (.*)
  • Filtro para perguntas: como|o que|qual|fazer

Segmento Avançado - Filtro de Perguntas

Eu já coloquei o filtro de Long Tails neste meu segmento, que é a primeira restrição do segmento na imagem anterior, isto pois eu pretendo também evitar perguntas “vazias:”

  • Como otimizar
  • Como jogar
  • outras…

Geralmente, quanto maior a pergunta de entrada, mais bem descrita está a pauta para o meu novo conteúdo. Sendo assim, este segmento resolve parte do tempo necessário para descobrir o que os meus usuários tem buscado – para quais perguntas eles querem respostas:

Perguntas "Como" frequentes - GA

Site Search – Perguntas na Busca do Site

Expandindo ainda a estratégia um pouco mais, todo site que se preze e oferece a possibilidade de busca interna, tem a obrigação de fazer o monitoramento dos termos de busca. Neste processo, o Google Analytics também oferece grande suporte, basta configurá-lo para fazer o rastreamento da busca no site. Com o rastreamento ativado, voltamos a questão de usar a segmentação avançada para poupar trabalho:

Segmento Avançado - Perguntas via busca no site

Diferentemente do processo anterior, quando eram avaliadas as perguntas de entrada pelo Google, com este segmento o resultado obtido é o de perguntas feitas diretamente no seu website. É comum, e provável, que os termos sejam diferentes e que você obtenha ainda mais perguntas a responder, basta conferir o relatório de Search Terms.

Conteúdo = Criatividade

Lembre-se, por fim, que conteúdo não é sinônimo de texto. Conteúdo pode ser apresentado de diversas formas: imagens, infográficos, vídeos, áudios, jogos, quiz/enquetes e, inclusive, texto. Claro que no cenário atual, todas as formas exigem uma boa apresentação textual, mas não se limite a isso, abuse da criatividade até mesmo na pesquisa de conteúdo nas listas geradas anteriormente.

Quando eu estive avaliando as perguntas de entrada na Agência Mestre, uma das “perguntas” que mais chamou atenção foi uma bem inusitada:

  • Como fazer spam

Perguntas inusitadas

Oras, é justamente o oposto do que transmitimos por aqui: Não faça spam. Isso nos leva a pensar o que o usuário poderia estar pensando e como eu posso transformar essa pergunta em algo positivo, seja em uma proposta de como não fazer spam, ou até mesmo infográficos ou outras explicações de como fazer spam, de fato, mas prevenindo sobre os resultados negativos.

Não menospreze nenhuma das perguntas e, como no meu caso, se for uma lista muito extensa, faça buscas, agora sim, “nichadas” – no intuito de descobrir quais perguntas sobre cada seção/categoria do seu site seus usuários querem respostas. Compare com o FAQ (Frequently Asked Questions – Perguntas Frequentes) que você oferece no seu site. Você está respondendo o que o seu visitante está perguntando? (Se você não tem um FAQ, já tem por onde começar.)

Extra – Novo Google Analytics

Se você achou que isso era tudo, veja o que o novo Google Analytics, tão negativamente criticado, pode fazer para tornar muito mais fácil a sua busca por perguntas dos usuários e monitoramento sobre elas. Se você ainda não experimentou a nova interface do Google Analytics, faço o convite neste momento:

Google Analytics New Version

O que você vai fazer para otimizar ainda mais o tempo com esta tarefa de busca por perguntas feitas por visitantes do seu site é configurar uma nova Dashboard e suas respectivas Widgets:

  • Nova Dashboard:

Novo Dashboard - Google Analytics

Para as novas Widgets, basta seguir a configuração da imagem a seguir:

Configuração de Widget para Perguntas - Novo GA

Na imagem, os dados filtrados são para a palavra de pergunta “como:”

  • como (\S+)+

Primeiro, você deve fazer as variações com as outras palavras de pergunta que você definir, bem como analisar seus resultados e checar se está satisfatório. Você pode filtrar por palavras que começam com a palavra “como” – ^como (\S+)+ – ou que possuem a palavra “fazer” em qualquer ponto da frase – ((\S+)+ )?fazer (\S+)+ – enfim, teste as expressões que melhor encaixam para o seu caso.

Como resultado, você obtem a Dashboard com as tabelas e perguntas feitas com as palavras de pergunta que você definiu, bem como o volume de visitas de cada uma:

Dashboard de Perguntas - Novo GA

Com essa Dashboard criada, basta verificar periodicamente o que ela está trazendo como mais buscado, em especial, a cada semana, verifique quais as perguntas mais feitas na semana anterior ou, se o volume de buscas é grande o suficiente, verifique diariamente quais foram as 10 perguntas mais perguntadas em cada palavra de pergunta definida para o seu site.

Com essas estratégias aplicadas, deve demorar bastante tempo até você precisar de novas fontes para ideias de conteúdo.

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>