Como Investir em Long Tail Keywords

{+}Recentemente, o Ique Muniz escreveu um artigo aqui na Agência Mestre sobre a importância de se investigar e utilizar long tail keywords em suas estratégias de SEO, e, neste artigo, apresento uma idéia de como explorar esta área.

Long tail keywords são os termos de busca compostos, geralmente, por pelo menos 3 palavras. Também, é comum que estes termos individualmente representem um volume de tráfego baixo, comparado ao que chamo de “core terms”, os termos mais importantes e concorridos, geralmente compostos de uma ou duas palavras.

Mas se o volume de visitas é baixo, por quê investir? Como o próprio Ique ressaltou em seu post, “de grão em grão, a galinha enche o papo.” – apesar de individualmente uma long tail não representar muitas visitas, o conjunto de diversas long tails pode sim representar uma mudança no tráfego do site, e como são termos menos concorridos, é “mais fácil” conseguir bons rankings com essas keywords.

O conceito geral que trago neste artigo consiste de identificar long tails que estejam na primeira ou segunda posição da segunda página (através do Google Analytics) e trazê-las para primeira página (com SEO).

Obviamente, o conceito vale para qualquer keyword, e não só long tails, mas quanto mais concorrida a keyword, mais difícil é fazer a troca de posicionamento entre páginas, mas ainda é válido o esforço.

E por que resultados das primeiras posições da segunda página? Porque estas keywords já estão quase lá (na primeira página) e uma simples linkagem interna já pode fazer com que os resultados passem para a primeira página. O grande detalhe aqui é justamente esse. Identificar mudanças curtas e de grande impacto: de nada vai adiantar sair da terceira para segunda página, ou posição 19 para 15. Isso não vai resultar em tráfego, mas a troca de segunda para primeira página sim.

Este será um artigo longo, então vamos começar com a configuração do Google Analytics.

Filtro de SERPs no Google Analytics

Em mais um excelente post, o site Yoast.com mostra como fazer a configuração de um filtro no Google Analytics para capturar keywords e página (primeira, segunda, terceira, …) de origem da visita.

Antes de configurar o filtro, é obrigatório que seja criado um novo profile (perfil) para o site que terá o filtro aplicado, para não prejudicar os dados gerais.

Para configurar o filtro, primeiro, acesse o Google Analytics e, abaixo da lista de sites, clique em “Filter Manager” e na página seguinte em “Add filter” (“Gerenciamento de filtros” e “Adicionar filtro”).

add-filter

Na página seguinte, configure tudo como na imagem abaixo:

filter-setup

O nome do filtro (Ranking 3) você pode colocar o que quiser. Nos campos Field A e Field B é onde a “mágica” acontece: no primeiro, é obtido o termo de busca pelo qual o site foi acessado; no segundo, em qual página de busca (primeira, segunda, terceira, …) o resultado foi clicado.

No tópico seguinte, eu explico onde encontrar o filtro e mostro o formato de saída, configurado em “Output To -> Constructor”, que em linhas gerais é:

  • <keyword> (page: <número múltiplo de 10>)

Você vai ver que o número que aparece depois de “page” será um múltiplo de 10 (10, 20, 30) e funciona da seguinte maneira:

  • “(page: )” indica um resultado na primeira página
  • “(page: 10)” indica um resultado na segunda página
  • “(page: 20)” indica um resultado na terceira página
  • e assim por diante.

Com o filtro configurado, basta esperar que visitas ocorram para ir ao próximo passo.

Upranking em Long Tails

Agora é hora de descobrir quais são as keywords de segunda página mais interessantes de se trabalhar. Acesse o Google Analytics e vá até o perfil com o filtro que foi criado para ter a relação de páginas de entrada via Google. Para isso:

  1. Acesse o relatório de visitas por Search Engines em Traffic Sources;
  2. Escolha o Google, como Search Engine;
  3. Em Dimension, escolha  “User Defined Value”; e
  4. No fim da tabela, escolha resultados que contenham “Page: 10.”

analytics-check-page-src

Agora você tem a lista de keywords com posicionamento na segunda página de resultados que originaram visitas ao site. Provavelmente, nem só long tails estarão listadas. Anote todos os termos listados para ir para a próxima fase.

Escolha de Long Tails

Com a lista em mãos, é preciso filtrar apenas as keywords que estão na 11ª posição ou, no máximo, na 12ª posição, pois elas serão as mais rápidas e fáceis de se levar a primeira página.

Para isso, você pode utilizar ferramentas de verificação de posicionamento como o Rank Checker do SEO Book (Plugin de Firefox) ou o Free Monitor for Google. Uma opção automatizada interessante é a Rank Tracker da Agência Mestre – ela faz o tracking de keywords todos os dias, assim você não precisar executar a ferramenta manualmente, basta consultar e obter o histórico de posicionamento. Ideal para se ter o dia exato em que a troca de posições ocorreu.

Agora, a lista de keywords de segunda página deve ter diminuído, mas provavevelmente ainda é maior que 5 ou 10, que é o objetivo. Para definir essa pequena lista de long tails, você pode utilizar simplesmente o volume de visitas de cada uma, ou, se você tiver em mãos, associar visitas e conversões de cada long tail, montando uma lista de termos que recebem mais visitas que convertem.

E o que fazer com essa pequena lista? Existem 2 alternativas:

  • Exibi-las na página inicial;
  • Exibi-las por todo o site.

Você deve abrir um pequeno espaço na página inicial, seja no conteúdo, ou sidebar, ou até mesmo no rodapé, para exibir a lista de long tails como uma informação útil: “Buscas Relacionadas”, ou “Os visitantes também procuram…”, ou uma outra frase neste sentido seguido da lista de 5 a 10 long tails. Naturalmente, cada long tail será um link para a respectiva página.

  • <a href=”http://www.meuecommerce.com.br/produtoX”>Produto X com A e B de fábrica</a>
  • <a href=”http://www.meuecommerce.com.br/produtoY”>Melhor produto Y em 2009</a>

O mais seguro é que essa lista seja exibida somente na página inicial. Isso, provavelmente, já deve garantir força o suficiente para cada página de long tail subir à primeira página. Você pode exibir a lista por todo o site também, mas corre-se o risco de perder posições, ou somente perder o impacto de se ter links para essas long tails, por serem “sitewide links” – links que se repetem por todo o site. Mas pode funcionar muito bem, também.

Monitorar e Atualizar

O processo não pára com essa primeira lista de keywords. Uma vez definida e posicionada, deve-se manter o acompanhamento de rankings de cada long tail e fazer testes trocando long tails que já subiram à primeira página por outras que ainda não entraram na lista. Mas ao fazer uma troca dessa, é importante acompanhar a keyword removida da lista para checar se ela perde rankings e volta à segunda página ou não.

Ao longo deste processo, você encontra também keywords mais concorridas e que também estão próximas da primeira página. É provável que utilizar somente a linkagem interna proposta para long tails não funcione para esses termos competitivos com a mesma eficácia, mas conhecendo os termos, você tem um indicativo de pontos interessantes a direcionar o Link Building do site.

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

2 Comentários para “Como Investir em Long Tail Keywords”

  1. Alexsandro

    O uso de filtros não pode ser perigoso? parece q eu vi q ele so funciona na hora da colheta dos dados.

    Eu disse perigoso pq se vc filtrar algo no seu profile ele irá ignorar informações que não “casa” com aquele filtro atrapalhando seu relatório mostrando dados incompletos, eu vi e ouvi isto em um vídeo de um funcionário do google Brasil em um evento.

    Responder
    • Frank Marcel

      Sim, Alexandro, a configuração de filtros pode ser perigosa, por isso há o aviso antes da instrução de como criar o filtro:

      “Antes de configurar o filtro, é obrigatório que seja criado um novo profile (perfil) para o site que terá o filtro aplicado, para não prejudicar os dados gerais.”

      =)

      Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>